Após chegada de CEO, Botafogo envia para conselheiros proposta de redução de vice-presidências

LANCE!
·1 minuto de leitura


A chegada do CEO Jorge Braga pode trazer mudanças significativas no Botafogo. No dia 12 de abril, o Conselho Deliberativo do clube se reunirá para votar a proposta de redução do número de vice-presidências do clube. O objetivo é reduzir o número de indicações políticas para abrir espaço ao novo profissional. A informação é do "GE".

O mandatário do Alvinegro, Durcesio Mello, manterá seis vice-presidências que já funcionam no clube: esportes gerais, financeiro, futebol, jurídico, remo e social. A vice-presidência executiva deve abranger as outras pastas que tinham cargos vagos.

O estatuto do Botafogo diz que a diretoria precisa nomear quem fica com as pastas de esportes gerais, futebol, remo e social. No entanto, há áreas de apoio que precisam ter destino definido, entre elas financeiro e jurídico.

As gestões das pastas administrativa, comercial e marketing, comunicação, patrimônio fariam parte da vice-presidência executiva. O objetivo de Durcesio Mello é contratar executivos para reforçar a gestão.

No momento, Durcesio acumula, além da presidência, os cargos de vice de futebol e vice-presidente executivo. Vinícius Assumpção é vice geral e financeiro. Daniel Junior é vice de esportes gerais, enquanto Hilário Gouvêa está na pasta de remo, Marcelo Barbieri no jurídico e Thiago Sallibi no social.