Após caso de doping e dois gols marcados, Carneiro deixa o São Paulo

Gabriel Santos
·2 minuto de leitura


A passagem do atacante Gonzalo Carneiro no São Paulo se encerra nesta quarta-feira (31). O uruguaio não teve seu vínculo renovado e não treina junto com o elenco há um mês, desde o início de março, ficando de fora da lista de inscritos do Campeonato Paulista.

Dez anos do gol 100: Relembre 10 gols marcantes da carreira de Rogério Ceni

Considerado uma promessa do futebol uruguaio quando foi contratado em 2018, Carneiro não conseguiu se firmar na equipe. Mais introvertido, praticamente não era utilizado. Em sua primeira temporada, jogou 15 partidas e marcou somente diante do Botafogo.

CONFIRA A TABELA ATUALIZADA DO CAMPEONATO PAULISTA DE 2021!

Logo depois, em 2019, veio o episódio mais polêmico no São Paulo. Após um clássico contra o Palmeiras, o atacante testou positivo para cocaína no exame antidoping. Julgado pelo TJD-AD (Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem), foi suspenso por 24 meses. No entanto, após um ano fora, teve sua pena reduzida e pôde voltar.

Retornou após a parada em razão da pandemia de Covid-19 e teve algumas oportunidades, marcando contra o Red Bull Bragantino, na derrota por 4 a 2, ainda sob o comando de Fernando Diniz. Com Vizolli, foi titular diante do Grêmio e agradou parte da torcida. Na época, o interino chegou a pedir sua permanência na equipe.

- Existe uma análise sendo feita por profissionais. Ele é único. Um cara de área, qualificado para ficar lá, mas que também sai da área. Então, sem dúvidas vou torcer para que seja uma novidade futura para o São Paulo - disse o interino.

Logo depois, foi titular diante do Palmeiras, mas se machucou no primeiro minuto da partida. Foi o último jogo dele pelo São Paulo. Ao todo, Carneiro deixa o Tricolor após disputar 34 jogos e marcar dois gols.