Após campanha de R$ 100 mil, e o colégio do Vasco ganhará novo prédio

O Colégio Vasco da Gama é grande orgulho da torcida cruz-maltina (Colégio Vasco - Paulo Wrencher)
O Colégio Vasco da Gama é grande orgulho da torcida cruz-maltina (Colégio Vasco - Paulo Wrencher)


A campanha de arrecadação virtual, o crowdfunding, para pagamento de salários dos professores do Colégio Vasco da Gama chegou ao fim. Na última quarta-feira, a diretoria comandada por Alexandre Campello se reuniu com os idealizadores do projeto e ficou acertado que o montante terá como destino a construção do novo prédio da escola, que ficará no Complexo de São Januário, como as atuais instalações já ficam. Os docentes chegaram a fazer greve pelos vencimentos atrasados, que chegam a três para a maioria.

Embora não prioritária, a modernização da escola já era uma intenção descrita no site da campanha originalmente promovida por grupos de torcedores também envolvidos com a política do clube: Guardiões da Colina, Confraria, Confederação Vascaína, VascoMed, Vascão Gigante e Raízes Vascaínas. Quase R$ 100 mil foram captados.

Confira a nota publicada no site oficial do Cruz-Maltino:

"O vascaíno, mais uma vez, mostrou sua força. Nas últimas semanas, uma campanha de arrecadação virtual mobilizou torcedores de Norte a Sul do Brasil em prol dos funcionários do Colégio Vasco da Gama. A Diretoria Administrativa do Club de Regatas Vasco da Gama agradece o engajamento de todos que, de alguma forma, colaboraram para o sucesso da ação. Gestos como esse só reforçam a grandeza do Vasco.

Nesta quarta-feira (14/08), a Diretoria Administrativa do Clube recebeu os organizadores do crowdfunding. Na ocasião, foram discutidos também os próximos passos relativos à ação. Em respeito a todos os vascaínos e, em especial, aos milhares de torcedores que aderiram à campanha, são necessários alguns esclarecimentos referentes à destinação das doações.

Por mais louvável que seja a causa em questão, não seria justo ou correto que o Clube quitasse parte do salário apenas de uma classe de funcionários, no caso os professores do Colégio Vasco da Gama, em detrimento de centenas de outros colaboradores igualmente afetados pelas notórias dificuldades financeiras da instituição. Salários estes que a Diretoria Administrativa trabalha para regularizar o mais rápido possível.

Quando, por extrema necessidade, a Diretoria Administrativa segmenta o pagamento de seus colaboradores, o faz por faixa salarial, dando prioridade àqueles com menor remuneração independentemente da área onde estão alocados. Partindo desta premissa, a Diretoria Administrativa sugeriu, então, destinar o valor arrecadado no crowdfunding para um importante projeto que, não por acaso, vai ao encontro do espírito e da causa originais da campanha digital: contribuir para o Colégio Vasco da Gama. Todos os recursos captados, aproximadamente R$ 100 mil, serão empregados na primeira fase de construção do novo Colégio Vasco da Gama, projeto orçado em torno de R$ 300 mil.

As novas instalações serão erguidas dentro do Complexo de São Januário em um local próximo ao atual prédio do Colégio.

Em breve, será realizada uma nova campanha com o objetivo de arrecadar o restante do valor necessário para o projeto.

O Vasco da Gama informa ainda que, tão logo as obras do novo Colégio sejam iniciadas, disponibilizará um sistema de prestação de contas para que os torcedores possam acompanhar a destinação das doações.

Graças a você, vascaíno, os jovens atletas do Clube poderão, em um futuro breve, estudar em instalações mais modernas, que permitirão ao Colégio Vasco da Gama oferecer um aparato didático ainda mais eficiente.

A todos os milhares de vascaínos que contribuíram para este projeto, nosso muito obrigado!

Diretoria Administrativa"

Por sua vez, os Guardiões da Colina justificaram o destino diferente do inicialmente planejado: na página do grupo no Facebook, revelaram que a diretoria do clube afirmou, durante a reunião, que existe a expectativa de acerto dos salários dos professores antes de o site que hospedou a campanha. liberar a verba arrecadada.






















Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também