Após bicicleta, Roger admite pressão: 'Eu vim para fazer os gols'

Felippe Rocha
Centroavante fez apenas o segundo gol pelo Botafogo, nesta terça-feira, quando abriu o placar diante do Estudiantes (ARG). Ele lembrou de importante conversa com Jair Ventura

As críticas da torcida do Botafogo só faziam aumentar para cima de Roger. O centroavante, que só havia marcado um gol até então na temporada, também estava incomodado. Mas o gol de bicicleta marcado nesta terça-feira, na partida contra o Estudiantes (ARG), deu ânimo novo a quem sabe que chegou com grande responsabilidade.

- Primeiramente porque eu vim para fazer os gols, já vim com esse peso do camisa 9, que vem pra resolver. Quando o gol não sai, você cria ansiedade, desejo. E ontem o gol saiu, foi maravilhoso. É muito gostoso poder marcar. O nosso torcedor fez um festa linda - lembrou Roger, após o treino desta quarta.

Após o duelo continental, o próprio Jair Ventura revelou que teve uma conversa com Roger para garantir a confiança do titular do comando de ataque. E o jogador revela ter dito ao treinador que entendia o momento sem balançar as redes, caso precisasse ficar no banco - até então, ficou na reserva somente nos jogos fora de casa, pela Libertadores.

- O Jair um tem peso nisso tudo. Contra o Volta Redonda, após o jogo, tivemos uma conversa, e eu disse que ficava a critério dele, que eu o apoiaria. Eu disse que estava aqui para ajudar como fosse. Mas o gol traz tranquilidade, confiança, cativa o torcedor. Daqui para frente é só alegria - afirma.

Ainda mais agora, Roger é nome certo no Botafogo que vai enfrentar o Vasco, neste domingo, às 18h30, pelo Campeonato Carioca. O duelo é novamente no Estádio Nilton Santos.







E MAIS: