Após aniversário, CEO do Cruzeiro diz que presente é 'consistência no trabalho'

Na imagem, Gabriel Lima, CEO da Raposa, ao lado de Ronaldo Fenômeno - (Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro)


O Cruzeiro chegou nessa segunda-feira (2), aos 102 anos de existência. E naturalmente os torcedores ficaram esperando o anúncio de um grande jogador como presente de aniversário. Mas isso não aconteceu. Segundo o CEO da Raposa, Gabriel Lima, é melhor ter um trabalho bem feito.

- Não tem presente para esperar. O que o cruzeirense pode esperar da gente é a consistência no nosso trabalho. O que fizemos ano passado vamos demonstrar nesse ano também: muita humildade, pé no chão e trabalho duro - salientou.

No entanto, sobre contratações, para ter um elenco cada vez mais forte nas competições de 2023, o Cruzeiro está atento ao mercado.

- A gente está acompanhando o mercado de perto, olhando oportunidades. Sabemos que nossa situação financeira no momento não é de pujança, mas vamos acompanhando e monitorando quais as opções que a gente tem no mercado.

Além de tudo, Lima garantiu que o momento é de reconstrução e que o objetivo é segurar a agremiação na Série A na próxima temporada.

- A gente tem um ano super complicado, e não queremos encurtar o caminho que é um caminho árduo rumo a reconstrução do Cruzeiro. Esse ano é um ano de transição, super importante para a gente se manter na série A - finalizou.