Após acesso pelo Juventude, Marcelo Carné garante que carreira só está começando

LANCE!
·2 minuto de leitura


Foram 13 anos que distanciaram o Juventude da elite do Campeonato Brasileiro. Nessa campanha da Série B, alguns jogadores se destacaram, mas Marcelo Carné foi eleito por torcedores e imprensa de diversos veículos como craque do time e peça chave em diversas partidas para que a equipe saísse de campo com a vitória, ou até mesmo com um importante empate.

Com quase 100 partidas pela equipe gaúcha, o arqueiro fez parte do acesso da Série C para a B e agora novamente conseguiu ajudar de forma efetiva. O carioca de 30 anos comentou sobre o atual momento e também falou sobre futuro.

Confira a classificação do Brasileirão e simule as próximas rodadas

- Foi marcante demais. Tinham times com orçamentos bem maiores, o que faz diferença, mas com trabalho sério e a força do grupo, conseguimos esse objetivo. Quando surgiu a oportunidade, acreditava que poderia marcar o nome na história desse clube. Sobre a minha continuidade, eu tenho contrato até o final do ano e amo jogar no Juventude, mas pela temporada que fiz é natural surgirem sondagens, é sabido por todos que eu desejo ser valorizado e um projeto de mais longo prazo. Então é esperar como as coisas vão se desenrolar daqui para frente - ponderou.

Diante de um a Série B muito equilibrada e com diversas defesas importantes, Carné elegeu a sua principal. Na vitória contra o Náutico, valida pela 24ª rodada da competição, o goleiro evitou o empate em um chute a queima a roupa e ajudou a equipe a sair de campo com a vitória.

+ Neymar completa 29 anos! Veja quem o atacante deixou para trás na lista de artilheiros da Seleção

- Acho que a mais bonita e importante foi no voleio do Kieza. Fizemos um jogo ruim, eles foram melhores em boa parte do jogo. Estava entrando na reta final e depois dessa defesa, eles até perderam um pouco do ímpeto e acho que foi um momento chave da competição. Não posso deixar de citar o cara mais importante nessa jornada que foi o Márcio Angonese, nosso preparador de goleiros, ele foi o único que apostou em mim desde o início - concluiu.