Após 14 anos, elenco do Corinthians reúne quarteto que esteve no Mundial sub-20 de 2007

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


"O mundo do futebol dá muitas voltas". Por mais clichê que essa expressão seja, ela é também muito verdadeira. Prova disso é o elenco do Corinthians, que com o retorno de Willian e de Renato Augusto, passou a reunir quatro atletas que estiveram na Seleção Brasileira no Mundial sub-20 de 2007, ou seja, há 14 anos. Depois de títulos e experiências, eles voltam a jogar juntos.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Veja como fica o valor de mercado do Corinthians com os reforços

Esse quarteto citado acima é formado por Cássio, Renato Augusto, Willian e Jô. Naquela época, todos eles ainda estavam em começo de carreira e buscavam afirmação no cenário do futebol brasileiro e mundial. Quis o destino, porém, que aquele conjunto não conseguisse sucesso defendendo o Brasil no Mundial.

Com uma campanha bem abaixo da crítica na primeira fase, o Brasil perdeu para Polônia e EUA, e venceu a Coreia do Sul, e acabou classificado entre os quatro melhores terceiros colocados, sendo o pior entre eles. Nas oitavas de final, derrota por 4 a 2 na prorrogação para a Espanha (de Piqué), depois de abrir 2 a 0 ainda no primeiro tempo. Uma participação bem decepcionante.

Além dos quatro atuais corintianos, aquela convocação contava com grandes nomes como David Luiz, Marcelo, Alexandre Pato, Carlos Eduardo e Luiz Adriano, todos com passagens pela Seleção e a maioria com carreiras consolidadas na Europa. Simplesmente não deu certo naquele momento.

Cássio (20 anos), na época, defendia o Grêmio, seu clube de formação e foi titular absoluto durante o Mundial no Canadá, com quatro partidas e nove gols sofridos. Cinco anos depois, já no Corinthians, ele se tornou ídolo ao conquistar uma Libertadores e um Mundial de Clubes, abrindo o caminho para mais sete títulos e um lugar entre os dez jogadores que mais defenderam o Timão.

Jô (20 anos), também era titular absoluto do time e disputou as quatro partidas da competição. Na época ele já defendia o CSKA Moscou, da Rússia, e era um dos três que não atuavam no Brasil. Dali em diante, ele defendeu outros clubes europeus e brasileiros, conquistando títulos e oportunidades na Seleção principal. Em 2017 retornou pela primeira vez ao Corinthians, seu time de formação, e em 2020 voltou pela segunda vez, permanecendo desde então.

Renato Augusto (19 anos), foi titular nos três primeiros jogos da fase de grupos e acabou não jogando as oitavas de final. Naquele ano, ele ainda estava no Flamengo, seu clube de formação. Depois, o meia foi vendido ao Bayer Leverkusen, de onde o Timão o comprou em 2013 para virar ídolo. Em 2021, ele retornou depois de uma passagem pelo futebol chinês e pela Seleção principal.

Willian (18 anos), era mais um Filho do Terrão naquele time e ainda estava no Corinthians na época. Apesar de não ser titular, chamou a atenção do mercado europeu e foi vendido ao Shakhtar Donetsk-UCR. De lá foi para o Anzhi, da Rússia, depois para o Chelsea e para o Arsenal, ambos da Inglaterra. Nesse meio tempo, disputou duas Copas do Mundo pela Seleção principal e em 2021 retornou ao seu clube de coração para iniciar uma nova história.

Por pouco Fagner não fez parte daquele grupo, já que ele participou do Sul-Americano da categoria naquele mesmo ano e era o lateral-direito titular da Seleção sub-20. Sua participação o levou a ser negociado com o PSV, deixando o Corinthians. No entanto, para o Mundial acabou sendo preterido e em seu lugar foi convocado Eduardo Ratinho, que era do Timão na época.

Depois de 14 anos, esse grupo, incluindo Fagner, se junta no Corinthians para formar um dos times mais fortes do Brasil, com uma bagagem de muita experiência e extremamente vitoriosa. A amizade que eles conservam até os dias de hoje já pode ser vista no CT no primeiro dia de Willian nessa volta e deve fazer a diferença para recolocar o Alvinegro em seu devido lugar.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos