Apático, Santos é eliminado da Sul-Americana pelo Libertad no Paraguai

·3 minuto de leitura
Paraguay's Libertad Hector Villalba (L) and Brazil's Santos Felipe Jonatan vie for the ball during their Copa Sudamericana quarter-finals second leg football match at Defensores del Chaco stadium in Asuncion, on August 19, 2021. (Photo by NORBERTO DUARTE / POOL / AFP) (Photo by NORBERTO DUARTE/POOL/AFP via Getty Images)
Paraguay's Libertad Hector Villalba (L) and Brazil's Santos Felipe Jonatan vie for the ball during their Copa Sudamericana quarter-finals second leg football match at Defensores del Chaco stadium in Asuncion, on August 19, 2021. (Photo by NORBERTO DUARTE / POOL / AFP) (Photo by NORBERTO DUARTE/POOL/AFP via Getty Images)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Sem mostrar poder de reação, o Santos perdeu para o Libertad por 1 a 0 e acabou eliminado nas quartas de final da Copa Sul-Americana. O jogo foi no estádio Defensores del Chaco, em Assunção, 

Na parrtida de ida, na Vila Belmiro, o Santos havia vencido por 2 a 1 graças a um gol contra nos acréscimos. Apesar disso, os paraguaios conquistaram a classificação graças ao gol qualificado, marcado fora de casa. 

O Santos começou o jogo dando a posse de bola para o Libertad, que trocava passes na entrada da área, sem oferecer muito perigo. Mas, na primeira vez que conseguiu ameaçar, o time paraguaio chegou ao gol. Aos 13 minutos, Melgarejo cobrou escanteio, Barboza cabeceou e João Paulo defendeu. No rebote, Ferreira só empurrou para as redes. 

A vantagem animou a torcida do Libertad. Cerca de 2.000 torcedores foram liberados para acompanhar a partida danto certo clima de retorno à normalidade para o duelo. 

Precisando empatar, o Santos tentou se soltar. O time dominou a posse de bola no primeiro tempo (60%), bem ao gosto do técnico Fernando Diniz. No entanto, não conseguiu criar. A ausência de seu principal jogador, Marinho, pesava. O atacante se recupera de uma lesão na coxa esquerda. Sem ele em campo, o time paulista não finalizou nenhuma vez ao gol defendido por Martín Silva na primeira etapa. 

Na volta do intervalo, Diniz tentou melhorar a movimentação no ataque, sacando Gabriel Pirani e colocando Marcos Leonardo em campo. E, em sua primeira participação, o atacante levou perigo, cabeceando bola na trave do Libertad. 

Sendo obrigado a tentar o ataque, o Santos abria brechas na defesa. Mas, nas vezes em que o Libertad chegou com mais perigo, João Paulo mostrou segurança. Melgarejo era quem mais levava perigo, com boas finalizações aos 19 e aos 35 minutos. O Santos, por sua vez, mesmo se lançando ao ataque, não ameaçou mais o gol paraguaio. Após o apito final, Marcos Leonardo ainda foi expulso por reclamação. 

Agora, o Libertad terá outro time brasileiro como adversário nas semifinais da Copa Sul-Americana. A equipe terá pela frente o Red Bull Bragantino. Os jogos estão marcados para setembro. Nas quartas de final, o time de Bragança Paulista (SP) eliminou o Rosario Central, da Argentina. 

A outra semifinal será entre Peñarol, do Uruguai, e Athletico. O time paranaense conquistou a classificação nesta quinta-feira (19), ao bater a LDU, do Equador, por 4 a 2, em Curitiba. Christian (2) e Bissoli (2) fizeram os gols brasileiros. Amarilla e Jhojan Julio descontaram. 

LIBERTAD 

Martín Silva; Camilo Mayada, Viera, Alexander Barboza e Vangioni (Espinoza); Héctor Villalba (Franco), Bocanegra, Hugo Martínez, Ramón Martínez e Ferreira; Melgarejo. T.: Daniel Garnero 

SANTOS 

João Paulo; Madson, Luiz Felipe (Raniel), Wagner Leonardo e Felipe Jonatan (Moraes); Camacho, Jean Mota (Ângelo), Pirani (Marcos Leonardo) e Sánchez (Bruno Marques); Marcos Guilherme e Lucas Braga. T.: Fernando Diniz 

Estádio: Defensores del Chaco, em Assunção (PAR) 

Juiz: Alexis Herrera (VEN) 

VAR: Diego Haro (VEN) 

Cartões amarelos: Barboza e Vangioni (Libertad); Marcos Leonardo, Luiz Felipe, Marcos Guilherme (Santos) 

GOLS: Ferreira (Libertad)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos