Aos 81 anos, morre o ex-locutor de rádio e TV Januário de Oliveira

·1 minuto de leitura

Nesta segunda-feira o ex-locutor Januário de Oliveira morreu, aos 81 anos, em decorrência de uma parada cardíaca. Ele estava internado há 11 dias em um hospital particular em Natal, Rio Grande do Norte, por complicações do quadro de pneumonia.

Imortalizado no Rio de Janeiro e Brasil por seus icônicos bordões como "cruel, muito cruel" e "é disso que o povo gosta", Januário era uma das principais vozes esportivas nas décadas de 1980 e 90 no Brasil.

Leia também:

O locutor, que era cego por conta do agravamento da diabetes, seguia auxiliando projetos de narração de futebol em Natal, cidade onde morava com a família.

Ao longo da carreira, o gaúcho Januário de Oliveira passou pelos veículos Rádio Farroupilha-POA ; Rádio Cultura de Bagé-Rs ; Rádio Mauá-Rj ; Rádio Nacioanal-RJ ; Rádio Globo-RJ ; TVE-RJ E TV Bandeirantes,RJ-SP.

No Twitter, o locutor Luiz Penido lamentou a morte do companheiro.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos