Ao menos, a paz: com treinos no CT, o futebol do Vasco se distancia da conturbada política do clube

Felippe Rocha
·2 minuto de leitura


Momento importante no futebol, mas também na política do clube. A história é da reta final de 2020 do Vasco, mas poderíamos estar falando de 2014 ou de 2017. E naquelas ocasiões as eleições também se deram com muita polêmica, que causaram transtornos no time. Aí que está a diferença para esta temporada: apesar dos quase dois meses de má fase, nada tem a ver com o turbilhão nos bastidores.

Pode parecer pouco crível considerando as constantes dificuldades do time cruz-maltino atualmente, mas é o que diferentes pessoas ouvidas pelo LANCE! relatam em relação ao ambiente interno. E há uma diferença fundamental para os problemas políticos não afetarem o departamento de futebol: o novo centro de treinamentos.

Diferentemente das últimas das eleições anteriores citadas, o elenco vem treinando bem longe de São Januário. Com os treinamentos nas instalações localizadas na Zona Oeste do Rio, os problemas e polêmicas ficam distantes, ao menos dos jogadores. O técnico Ricardo Sá Pinto é elogiado pela postura de tentar blindar os comandados.

-> Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

Para se ter ideia, na última sexta-feira saiu a decisão judicial que obrigou o clube a se organizar. Uma eleição se deu no ginásio, que fica no complexo de São Januário, ao longo de todo o sábado e até o início da manhã de domingo. O Vasco jogou na Colina naquele mesmo dia, com muito da parafernália do pleito ainda nas dependências do clube. E um protesto contra a nova eleição está marcado para esta quinta-feira, em frente ao estádio cruz-maltino.

Para se ter outra ideia, em 2014 as conversas entre os jogadores eram constantes sobre a eleição do clube. Entre o fim de 2017 e o início de 2018, a dificuldade foi tanta para se descobrir o novo mandatário do clube que houve um dia em que três presidentes legítimos concederam entrevista coletiva em, São Januário, ao mesmo tempo. Haja concentração.

Mas se o Vasco precisa de paz para voltar a evoluir e voltar a vencer, estar distante dos problemas dos bastidores é, minimamente, positivo. A próxima chance é neste sábado, contra o Sport.