Ao L!, Under Armour projeta parceria longa com Flu: 'Vamos crescer juntos'

João Mércio Gomes

As negociações foram longas, mas, enfim, o Fluminense tem um novo fornecedor de material esportivo. O acerto com uma gigante do mercado era uma das prioridades do presidente Pedro Abad, que assumiu ao clube recentemente. Depois do fiasco da DryWorld, que falhou na distribuição de produtos e estampa sua marca na camisa até julho, o torcedor pode esperar uma relação mais tranquila com a empresa norte-americana.

​Em entrevista exclusiva ao LANCE!, o gerente de marketing esportivo da Under Armour, Audrio Magalhães, abriu o jogo sobre o que esperar desses próximos três anos de relação. Para ele, o acordo é bom para o Tricolor, mas melhor ainda para a própria marca no país.

- Fluminense é um grande clube brasileiro. Está presente nacionalmente, é ganhador de vários títulos, tetracampeão brasileiro. Dois deles ainda recente. É reconhecido no país e faz parte de estratégia da Under de expandir ainda mais a marca no território nacional - disse o representante da nova fornecedora, antes de completar.

- Além disso, estamos buscando o crescimento e a consolidação no Rio de Janeiro, já que teremos lojas próprias com produtos nossos e relacionados ao clube.

A Under Armour tinha contrato de exclusividade com o São Paulo no Brasil, e a partir de maio, não tem mais. Vocês estão satisfeitos com dois clubes ou querem mais?

- Acho que tudo tem seu tempo. tem que ser feito com cuidado, planejado, com boas ideias. O passo tem que ser estudado. Aqui, trabalhamos de forma bastante consciente. Temos cuidado com o passo pra não extrapolarmos e não dar o passo maior que a perna. O futebol é um foco da empresa mas temos que ter bastante atenção a novas oportunidades.

O Fluminense teve uma parceria de sucesso com a Adidas, com mais de dez anos de relação e muitos títulos conquistados. A DryWorld, no entanto, foi um fiasco. A Under pretende estender o vínculo com o clube ou é muito cedo pra pensar nisso?

- Under Armour é uma empresa global, consolidada mundialmente, presente em mais de 80 países no mundo. Chegamos no Brasil há três anos e buscamos fortalecimento através de parcerias pra que possam ganhar mais força e potencializar as energias de cada lado. É essencial que a relação com o Flu desenvolva e estamos dispostos a isso.

Na tradução, Under Armour pode ser uma armadura aos atletas tricolores, que ganharam o apelido de 'Time de Guerreiros' na última década. Esse é um bom caminho para fortalecer a parceria?

- Há um belo casamento entre o 'Time de Guerreiros' e a Under Armour, sim. O Fluminense vai estar bem vestido através da armadura. Vamos resgatar esse espírito. O departamento criativo tem pensado em como relacionar pra melhor comunicar. Devemos ter boas campanhas nos próximos meses.

Já pensaram no novo uniforme, tem algum modelo sendo feito? Muitos torcedores pedem a volta da 3ª camisa, de preferência grená ou modelos retrô...

















- Pensando a gente está desde o primeiro minuto. Até mesmo antes de começar a parceria porque deixa o cérebro trabalhando. Temos conversas frequentes com design das camisetas. Terceiro uniforme é, sim, concreto. Teremos, ainda neste ano, mais para o final. Pronto, ainda não tem nada. Mas, vamos sim trabalhar com essas possibilidades pedidas pelos torcedores.

A data de apresentação é no dia 21 de julho, aniversário do clube. Como será a festa?

- Nossa chegada vai fazer bastante barulho. Temos pensado, estudado em como fazer, mas não tem nada concreto. Ainda é cedo. Vamos discutir internamente e acordar com uma grande festa com o clube.

No atual elenco, o Fluminense não tem um nome de peso, um grande ídolo, uma referência, para se tornar um garoto-propaganda mundialmente conhecido. Você vê isso como uma dificuldade?






- De jeito nenhum. Todos podem crescer juntos, tanto a equipe quanto a Under. O Flu tem no elenco belíssimos jogadores: Scarpa, os equatorianos, Cavalieri que é um baita goleiro... O elenco é muito bem montado. Abel é super conceituado e acho que tem um bom elenco pra fazer um grande trabalho nesse ano.

Falando na montagem do elenco... Vocês pretendem ajudar o Fluminense nas negociações, investindo alguma parte do dinheiro em contratações de jogadores?

​- Nosso business central é a venda de artigos esportivos. Produção e comercialização de artigos esportivos. Queremos trabalhar e divulgar ainda mais os produtos. Inicialmente, não está nos nossos planos se envolver em contratações. Isso é um caso a se discutir depois.

Nas redes sociais, os torcedores já criam alguns modelos e imaginam como será o novo uniforme tricolor. Você acompanha essa movimentação na web?

- A gente acompanha as redes sociais e vemos que os torcedores comentam, interagem bastante nas páginas do clube e da Under. Vejo isso com ótimos olhos, com bastante expectativa com o que está sendo criado. Entendo essa empolgação.

O uniforme só sai oficialmente em julho, mas, nos camelôs, já circulam as camisas com o logo da Under - e até ficaram bonitas. O que acha disso?








- A camisa do Fluminense é bonita por si só. Então trataram as cores e deixaram bonita, realmente. Acho que tem dois pontos. Um, sem dúvida, é que mexe. Não é algo que gostaria de ver com o camelô, mas a pirataria é algo da nossa sociedade. Não tem muito o que interferir. O outro ponto, positivo, é que o torcedor está com esperança e não vê a hora de vestir a nova camisa.

Vocês buscam entrar de vez no mercado nacional, mas não patrocinam atletas no Brasil. Tem algum planejamento? Atletas do Fluminense, como jovens da base, podem ser alvos?

- A Under Armour tem globalmente jogadores de renome como o Depay (do Lyon) e o Xhaka (do Arsenal). Temos chuteiras e aos poucos está aumentando seu portfólio de atletas. Sobre atletas do clube, vou pensar com calma, mas se casar, por que não?

Mesmo com o contrato assinado, o Fluminense conquistou a Taça Guanabara ainda com a DryWorld no peito. O que acham disso?

- Acho que isso só aumenta a expectativa do torcedor em relação ao material que vai vir e o momento que isso vai chegar. O Fluminense só vai crescendo a parceria e tomara que consiga outros títulos até lá.

Para finalizar, um recado para torcida tricolor...

- Torcida pode esperar bastante coisa bacana da Under Armour. É uma empresa bastante séria, com produtos tecnológicos. E o torcedor pode fica tranquilo. Teremos boa relação e certeza que vamos entregar o que prometemos da melhor forma possível.








E MAIS: