Ao L!, Téo José revela ansiedade para narrar a final da Libertadores: 'Quero que o jogo comece logo'

·3 min de leitura


Há três dias da final mais importante da temporada de Flamengo e Palmeiras, o clima de decisão já toma conta do mundo da bola. Em Montevidéu, no Uruguai, um dos clubes mais populares do Brasil entrará para a seleta lista de tricampeões da Libertadores da América.

Escalado pelo SBT para narrar a finalíssima, Téo José concedeu entrevista exclusiva ao LANCE, onde detalhou as expectativas para o jogo e como tem sido os dias de ansiedade que antecedem o confronto do próximo dia 27.

- Quando a gente parte para um jogo que vai fazer o Brasil parar, precisamos estar preparados. Estou em uma espécie de concentração, muito focado no que vai ser o jogo. Fico durante o dia imaginando alguns lances, algumas coisas que podem acontecer durante a partida. Na final da Sul-Americana, vi que o posicionamento de câmera é muito bom e o gramado não é tão distante da cabine. Então, acho que vou ter boas condições de trabalho - começou Téo José.

> Palmeiras ou Flamengo? Veja opiniões de 10 nomes do esporte sobre quem leva a Libertadores

- A motivação é a maior possível. Independentemente de serem dois times dos tamanhos do Flamengo e Palmeiras, é uma final de Libertadores da América. É algo monstruoso só de ser uma decisão. Já tive essa experiência de final de Libertadores na antiga TSN e, esse ano, o Santos x Palmeiras no Maracanã. Imagino que com um público de 60 mil pessoas será algo muito maior - completou o narrador do SBT.

Téo José elogia a emissora paulista, a qual desbancou o Grupo Globo e voltou a ter os direitos da Libertadores da América, para tornar-se, segundo o narrador, especialista no torneio.

- Tenho muita confiança na equipe técnica e de produção do SBT. Nos tornamos especialista em Libertadores. Estou muito confiante. Não vou dizer que estou ansioso, mas quero logo que o jogo comece. Quero ver o resultado. É sintoma de grande jogo. Acho que vamos ter um bom panorama, já que o pessoal do SBT está bastante focado. Eu, particularmente, estou encarando como uma final "monstra", meu espírito é esse: um cara que vai narrar uma decisão com uma equipe "monstra". Então, a expectativa é de um sábado para celebrarmos o bom futebol que estamos vivendo aqui no Brasil - destacou.

Por fim, o narrador do SBT versou sobre o que espera da rivalidade entre Flamengo e Palmeiras quando o árbitro Néstor Pitana der início ao clássico nacional.

- Nós estamos falando de dois bicampeões, vamos ter mais um brasileiro tricampeão. E dois times que vem de uma fase fantástica. O Flamengo jogando um futebol ofensivo, o tempo inteiro buscando o gol, enquanto o Palmeiras sabe exatamente o que quer de cada partida eliminatória. Abel Ferreira é um especialista em mata-mata. Um time que não fica só atras, vai pro ataque também. Para se ter uma ideia, são equipes com o primeiro e segundo melhor ataque e as duas melhores defesas da Libertadores. O Flamengo chegou invicto até a final, enquanto o Palmeiras só perdeu uma partida. A minha expectativa é de narrar um grande jogo - concluiu Téo José.

* Estagiário sob supervisão de Ricardo Guimarães

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos