Ao L!, jornalista português analisa clima em Portugal com polêmicas de CR7: 'Não vai atrapalhar'


Todo grande astro carrega uma aura e peso imensurável nas pessoas ao seu redor. Por isso, qualquer ato ou declaração pode acarretar em críticas positivas ou negativas. Com Cristiano Ronaldo não é diferente. Desde cedo o português adotou o perfil midiático e egocentrista, e em sua quinta e última Copa do Mundo, CR7 chega ao Qatar carregado de polêmicas.

+ Veja comparações de figurinhas de jogadores veteranos da Copa do Mundo

Um dia antes da apresentação de Portugal, o primeiro trecho da entrevista de Cristiano ao jornalista britânico Piers Morgan foi ao ar, onde o craque atacou o técnico Eric Ten Hag, revelou se sentir traído no Manchester United e acusou "algumas pessoas" de tentarem forçar sua saída do clube inglês, onde é ídolo.

Do dia para a noite, o craque incendiou o cenário futebolístico às vésperas de uma Copa na qual Portugal é visto como um dos favoritos. Cristiano foi muito criticado pelo timing da entrevista e por ter ‘contaminado’ o ambiente antes do Mundial.

Para entender melhor a repercussão das declarações de CR7 no vestiário da seleção lusitana, o LANCE! conversou com David Novo, jornalista do diário português “Record”.

+ Veja tabela e simule a fase de grupos da Copa do Mundo no Qatar

David, que já conviveu no dia a dia da seleção nacional, entende que a entrevista não afetará o foco e concentração dos convocados pois os jogadores estão acostumados com o fato de Cristiano Ronaldo dominar o debate público.

- Não vai atrapalhar. Aquela entrevista é muito focada nele, no United. Ela ganhou repercussão quando Cristiano iniciou a preparação em Portugal. Isso causou um impacto porque as perguntas na coletivas eram sobre ele. Isso tira o foco de Portugal e dos jogadores para Cristiano. Os jogadores e o técnico estão habituados a isso. Acredito que não vai afetar porque os jogadores não têm tempo para pensar nessas coisas - afirmou.

Cristiano Ronaldo - Portugal
Cristiano Ronaldo - Portugal

CR7 voltou aos treinos neste sábado (19) (Foto: PATRICIA DE MELO MOREIRA / AFP)

Outro episódio que colocou mais lenha na polêmica foi o cumprimento de Cristiano com Bruno Fernandes no primeiro treino de Portugal. O olhar sério do atacante para seu companheiro de clube fez as pessoas interpretarem o gesto como ‘frio’.

No entanto, David mostrou confiança na versão apresentada por João Mário, onde ele explica que foi apenas uma brincadeira entre os dois atletas, e reiterou a importância do contexto para entender o ocorrido.

- As imagens foram divulgadas sem som, e parece haver uma tensão. Quando a polêmica explodiu, fontes da federação portuguesa e próxima dos jogadores disseram que foi uma brincadeira. Eu acredito nessa versão. Só quem está no vestiário pode dizer se é ou não verdade. Entendo que gerou uma confusão porque sem som as imagens mostram uma coisa. Foi mais um episódio para desestabilizar a seleção, mas os jogadores são experientes, estão habituados a lidar com a comunicação e os torcedores, sabem a pressão dos grandes jogos - ponderou David Carmo.

Com uma de suas melhores gerações, Portugal tem a chance de provar que possui um elenco mentalmente forte, capaz de ignorar os problemas externos e focar no título.