Ao L!, Gabriel fala em maturidade pós-Botafogo e tece elogios a Rafael Dudamel e Jorge Sampaoli

Anderson Gonçalves Valinor Conteúdo
LANCE!


Em alguns momentos da vida, nos afastar do nosso “ninho” pode gerar crescimento e maturidade. Assim, pode ser definida a passagem de um ano fora do Atlético-MG do zagueiro Gabriel, de 25 anos,que jogou a temporada 2019 no Botafogo. O defensor foi revelado pelo alvinegro de Minas, mas ganhou mais confiança da torcida quando fez seu “estágio” no Fogão. Ele celebrou a volta e se diz mais seguro para encarar a pressão no Galo.

-É muito importante essa volta. com esse peso, essa responsabilidade ainda maior. foi um tempo muito bom. O Gabriel que volta é totalmente diferente do Gabriel que foi para o botafogo. E, nesse período várias coisas agregaram para o meu crescimento. ficou muito feliz com esse tratamento e espero terminar o ano com um grande título-disse.

Na sua chegada ao Galo, teve um início de trabalho com o venezuelano Rafael Dudamel, que foi demitido com menos de dois meses de trabalho. Porém, para o zagueiro, Dudamel tinha seus métodos mais rígidos que não eram compreendidos ainda no futebol brasileiro. E, ao contrário de outros atletas, que se manifestaram até publicamente contra o treinador, Gabriel teceu elogios e o vê com um futuro promissor.


-O Dudamel tem seus conceitos, suas regras. Cabia a nós jogadores respeitar suas ideias. Isso gera um tempo para se adaptar, coisa que nem sempre se oferece ao treinador no futebol brasileiro. Estávamos começando a nos adaptar a ele, mesmo não estando na nossa rotina os métodos. . Cada treinador tem sua maneira de conduzir o elenco fora de campo, mas o Dudamel é um técnico promissor e logo vai aparecer em outros clubes grande. Eu fico na torcida por ele-comentou o zagueiro. Em seguida, falou de Sampaoli sem fazer muitas comparações, se limitando a dizer que o argentino está buscando um jeito de jogar mais ofensivo, que combinar com o Atlético.







-Eles são treinadores com estilos diferentes. O Sampaoli está dando a cara ao Galo como um time que ataca o adversário, que fica muito com a bola. E ele está dando sua “cara” ao time, resgatando a força ofensiva da equipe, buscando sempre o gol. É um ótimo treinador-disse Gabriel que se coloca à disposição de Sampaoli para ajudar o time.

-Hoje sou um Gabriel mais maduro, mais seguro. E, voltei para ajudar. Se o Sampaoli precisar de mim, estou pronto. Estamos bem servidos na posição, mas farei o meu melhor sempre.

Por fim, Gabriel se mostrou confiante em uma boa campanha do alvinegro no Brasileiro e vê com bons olhos o atual elenco e a chegada de reforços para compor o grupo atleticano.


-Contamos com um material humano bem qualificado. Nosso grupo deu uma enxugada, mas o elenco vai ganhar reforços que irão agregar bem para o Brasileiro. Vamos ter mais jogos com menos dias de recuperação e a chegada de outros atletas vai nos ajudar a fazer um grande campeonato-concluiu.








Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também