Ao L!, Daniel Borges nega 'disputa' com Rafael na lateral e comemora reforço: 'Quem ganha é o Botafogo'

·5 minuto de leitura


Uma frase ecoa entre alguns botafoguenses nas redes sociais diante da sequência de nove vitória em 11 jogos que o clube vive na Série B do Brasileiro: "o Botafogo tá embalado!". Daniel Borges, contudo, prefere deixar o embalo de lado e focar na competição com calma, aproveitando o clima criado. O lateral-direito explicou, em entrevista exclusiva ao LANCE!.

+ Rafael é o novo camisa 7 do Botafogo! Relembre os últimos jogadores que usaram o mítico número do Glorioso

– Prefiro dizer que nós estamos em uma sequência boa, vivendo um bom momento na Série B. É difícil manter uma sequência de vitórias, quando conseguimos engatar algo assim tem que aproveitar o momento. É um campeonato traiçoeiro e difícil, não podemos baixar a guarda em momento nenhum - afirmou.

Daniel tem sido uma das referências técnicas desta sequência positiva, vivida desde a chegada de Enderson Moreira. O defensor, inclusive, marcou o primeiro gol com pelo Botafogo na vitória sobre o Londrina, no último sábado.

– Foi uma alegria imensa porque a gente trabalha a semana toda, são jogos atrás de jogos. Quando marcamos gol é um momento de êxtase muito grande. A gente libera tudo que tem para liberar, de felicidade, força, tudo... Fazer um gol com a camisa do Botafogo dentro de casa foi uma felicidade enorme, só faltou a torcida ali para poder comemorar junto - comemorou.

CHEGADA DE RAFAEL
Daniel vai ganhar uma companhia de peso na lateral-direita. Nessa semana, o Botafogo apresentou oficialmente Rafael, que chega com status de contratação da temporada. O atual titular, contudo, vê a nova contratação para o setor com olhos positivos.

– A concorrência existe todos os dias. Temos o Jonathan e o Warley, que agora vem jogando mais à frente. Pressão existe sempre, isso nunca vai mudar. Ele (Rafael) é um grande jogador, não preciso nem falar da história dele, todos nós conhecemos e sabemos o potencial dele. Espero que ele venha e posso nos ajudar. É bom ter jogadores de alto nível porque isso gera uma disputa sadia e quem ganha é o clube. Tomara que ele nos ajude bastante - analisou.

+ Choro, apresentação e trabalho: o primeiro dia de Rafael como jogador do Botafogo

Rafael - Botafogo
Rafael - Botafogo

Rafael é reforço do Botafogo (Foto: Vítor Silva/Botafogo)

A primeira impressão ainda foi de pouco contato, mas Daniel Borges afirmou que o elenco do Botafogo vai fazer questão de fazer com que Rafael se sinta em casa em pouco tempo.

– Ele chegou ontem (terça-feira) para fazer os exames, a gente só se cumprimentou, deu bom dia. Tínhamos que fazer os nossos afazeres, então ainda não tivemos muito contato. Mas sei que com o decorrer dos dias vamos nos entrosar cada vez mais - completou.

O QUE VEM POR AÍ?
Enderson chegou com o Botafogo na 14ª colocação no Campeonato Brasileiro. Atualmente, o clube ocupa a 3ª posição, vivendo uma sequência de nove vitórias em 11 jogos e sendo o único time com 100% de aproveitamento no returno. Mas o que vem agora?

+ Sistema defensivo do Botafogo evoluiu muito desde a chegada de Enderson Moreira

Temos que ir passo a passo. A partir do momento que chegarmos na casa dos 50 pontos a gente pode falar sim em acesso. Enquanto isso, temos que pensar jogo a jogo, é pensar em pontuar. O Brasileiro é traiçoeiro, todos os times têm altos e baixos, então o foco tem que sempre na próxima partida. A preocupação de cada semana é o jogo - respondeu Daniel.

– O próprio Enderson fala que somos reféns dos nossos resultados. Se estamos com resultados ruins, o clima geralmente é mais tenso. Como a gente vem nessa sequência acaba facilitando muita coisa, a confiança de todo mundo aumenta, o pessoal começa a apoiar cada vez mais. Isso facilita para nós dentro de campo - completou.

Daniel Borges - Botafogo
Daniel Borges - Botafogo

Daniel Borges em ação pelo Botafogo (Foto: Vítor Silva/Botafogo)

Em entrevistas, seja lá de quem for o personagem principal, pessoas envolvidas no Botafogo destacam que a união do grupo tem sido um diferencial para os resultados obtidos nas últimas semanas. O LANCE! pediu para Daniel Borges definir o elenco do Alvinegro em apenas uma característica.

– A vontade. É a vontade que todo mundo tem de ganhar, a vontade que todo mundo tem de deixar o Botafogo onde não deveria ter saído. Parece clichê falar assim, mas realmente tem clubes com histórias e precisam ficar na Série A. É o comprometimento de todos para fazer com que o clube volte - declarou.

MAIS DECLARAÇÕES DE DANIEL BORGES

Adaptação
- Minha adaptação aqui foi muito boa e rápida. É a oportunidade da minha vida, estou em um gigante do futebol brasileiro. Poder ajudar a equipe fazendo gols e boas partidas é um orgulho imenso e vou continuar dando a minha vida para esse clube.

Clima no elenco
- O fato de ter vindo o Diego e o Oyama junto deixou tudo mais fácil, mas eu já conhecia alguns jogadores aqui. Isso ajudou muito a adaptação e que eu entrosasse eles com a rapaziada. Nem tenho o que falar sobre do nosso grupo, tá louco... A rapaziada está sempre feliz, brincando, acho que isso reflete dentro de campo. Somos um grupo unido e, mais do que tudo, amigos fora de campo.

Participação da torcida nas redes sociais
- Quando saem esses memes você não tem noção de como fica a zoação no vestiário (risos). Isso acaba descontraindo um pouco, vai tirando um pouco a pressão. Essas brincadeiras e alegrias vindas dos memes são muito engraçadas.

Possível retorno de Gatito Fernández
- É bacana. O contato que eu tenho com o Gatito é ali no vestiário, de conversa, brincadeiras e tal. Mas a gente vê um jogador que está há muito tempo parado voltando de contusão já treinando no campo, mesmo que separado, ele já faz exercícios que ele não fazia há dois meses. É triste ver um companheiro no departamento médico porque é muito bom estar em campo. Sempre passamos na fisioterapia e damos um alô para quem está lá, também tem o Ronald que está voltando, sempre damos um apoio moral para os caras voltarem o mais rápido possível.

Pressão pelo acesso à Série A
​- O jogador que vem para o Botafogo tem que saber que está em um clube grande e que vai ter pressão o tempo todo. Se você estiver em um momento ruim, vai ter essa pressão. Se está no bom momento, a pressão é pra manter o ritmo. Nosso grupo é muito unido, então isso acaba facilitando. Nós dividimos essa pressão entre todos, vai facilitando tudo para o dia a dia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos