Ao L!, artilheiro da Série B relembra início da carreira, celebra atual momento e abre jogo sobre futuro

Gabriel Poveda foi o artilheiro da última Série B (Reprodução/Gabriel Poveda/Instagram)


Gabriel Poveda é artilheiro da Série B com 18 gols e vem sendo o destaque do Sampaio Corrêa nesta temporada. Em entrevista ao LANCE!, o atacante relembrou do início da carreira e revelou os objetivos que ainda pretende alcançar dentro do futebol.

+ Cano sobe posição em ranking: veja os estrangeiros com mais gols na história do Brasileirão

- A bola sempre foi meu brinquedo preferido. Eu não tive uma história de vida de muitas dificuldades. Eu vim de uma família que teve algumas dificuldades, mas sempre tive tudo ao meu alcance. Eu morava no interior de São Paulo. Eu sou de Araçatuba Na minha cidade não existia muitos clubes com categoria de base. Fui acabar ingressando num clube de base aos 17 anos no Guarani. Eu não tenho uma base. Quando eu fui fazer teste lá, era minha última tentativa porque eu estava com uma idade avançada, estava terminando meu colegial e já pensava no que eu iria fazer. Fiquei muito feliz de ter passado no teste e sou muito grato ao Guarani.

Nascido em Araçatuba, Gabriel Poveda vive o melhor momento da sua carreira pelo Sampaio Corrêa. Durante uma resenha descontraída, o atacante de 24 anos abriu o jogo sobre o futuro, comentou sobre os interesses de outros clubes e revelou suas principais inspirações dentro do futebol.

+ Pablo Marí, ex-Flamengo, é esfaqueado em shopping na Itália

PERÍODO NO BRASIL DE PELOTAS

- Tive um pouco de dificuldade de adaptação, principalmente por ser um futebol diferente. Lá eu jogava um pouco mais pelo lado. O Brasil de Pelotas foi muito muito importante nessa minha integração definitiva no profissional. Eu tive a oportunidade de disputar duas Séries B e acredito que ajudou muito no meu amadurecimento.

MELHOR MOMENTO DA CARREIRA

- Eu sempre tive muita confiança no meu potencial. Desde as categorias de base do Guarani, tive oportunidade de ser artilheiro do Campeonato Paulista sub-20 com apenas 18 anos. Eu sabia que eu tinha qualidade e confiança necessária para desempenhar meu melhor. Eu sabia que precisava me preparar porque eu sabia que poderia ser artilheiro e ajudar com gols.

PREPARAÇÃO PARA ATINGIR FASE ATUAL


- Em todos os lugares que eu passei, fui me preparando para que eu chegasse até aqui e desempenhasse esse futebol que eu estou mostrando hoje. Como eu vinha de uma lesão no joelho, me preparei nas férias para não me lesionar novamente. O pessoal do Sampaio também fez uma preparação diferente. Eu tive uma pré-temporada. Então, são pequenas coisas que somam um todo muito forte. Apesar dos gols, também estou muito feliz de ter disputado tantos jogos neste ano.

PLANOS PARA O FUTURO

- Eu sempre gostei de traçar metas na minha vida. Desde quando cheguei na base do Guarani, sempre tive o sonho de jogar uma Série B, fazer gols e ser artilheiro. Todo jogador sonha em jogar em alto nível e disputar os melhores campeonatos do Brasil. Sonho estar jogando uma Série A, Libertadores e uma Copa do Brasil. Vestir a camisa de um grande clube nacional seria de extremo orgulho para mim e minha família. Quem sabe estar jogando uma Champions League em alguns anos. Essas são as minhas metas.

INTERESSE DE OUTROS CLUBES


- Quando você está numa posição de destaque, é claro que existe um interesse de outros clubes. Pedi para meu empresário dar uma segurada porque eu quero manter minha cabeça focada no Sampaio. Eu falei que só converso com ele depois do dia 6 de novembro, que é meu último jogo. Até lá, pés no chão. Tenho certeza que, quanto mais gols eu fizer, atrairá maior interesse de grandes clubes do Brasil.

INSPIRAÇÕES NO FUTEBOL

- Quando eu era moleque, assistia Premier League e gostava de acompanhar jogadores como Drogba e Pogba. Era insano ver Fernando Torres jogar. Nas devidas proporções, acredito que nossas características são parecidas. Ele era um centroavante de muito mobilidade. Meu maior ídolo era o Ronaldo Fenômeno. O que aquele cara fazia era fenomenal. Hoje, eu me inspiro muito em atacantes como Fred, Luís Fabiano e Ricardo Oliveira. O Cano também é um jogador de muita qualidade. Pedro Raul também vem fazendo uma grande Série A. Tenho muitas inspirações.

CARACTERÍSTICAS DE GABRIEL POVEDA


- Sou um centroavante móvel que consigo sair da área e criar jogadas. A minha principal característica é dentro da área, no último toque. Se você pegar meus gols, a maioria é de um toque na bola. Isso também mostra esse poder que eu tenho de finalizar jogadas. Eu tenho gols de perna direita, esquerda, cabeça, peito e barriga. Sou um cara que procuro ajudar nesse papel defensivo, até porque o futebol está muito tática. Acredito que sou um centroavante um pouco mais moderno do que as pessoas estão acostumadas.

Gabriel Poveda tem conquistado seu espaço dentro de campo e almeja disputar as principais competições do país futuramente. Com apenas 24 anos, o atacante busca manter a boa fase e continuar se destacando no futebol brasileiro.