Ao L!, André Henning se mostra preocupado com volta do futebol no Brasil: 'Vemos os interesses políticos'

Matheus Costa e Rodrigo Portella*
LANCE!


Enquanto se discute o retorno do futebol no Brasil, tudo indica que o Campeonato Carioca puxará a fila. Nesta quinta-feira, Flamengo e Bangu se enfrentam no retorno da competição, em meio a um imbróglio com a Globo sobre direitos de transmissão, fora a pandemia do COVID-19, que soma mais de 1.000 mortes por dia no país.

Um dos principais nomes das transmissões de futebol no Brasil, o narrador André Henning se mostrou bastante preocupado com o retorno do esporte. Segundo ele, os interesses políticos são um dos motivos para a retomada.

- Estou bem preocupado. Não entendo porque tanta pressa e qual é o objetivo dessa história. Tenho suspeitas, nós vemos os interesses políticos e estou bem preocupado. Em São Paulo, por exemplo, estávamos vivendo uma quarentena até certo ponto decente. Mas depois que anunciou a flexibilização de fases 1, 2 e 3, a população virou e parece que normalizou. E acho que o futebol vai trazer isso também, vai parecer que está tudo bem. O exemplo que será dado é bem perigoso e não entendo porque essa pressa - afirmou.

Um dos percursores do movimento, o Flamengo é um dos times que lideram os clubes que se interessaram pelo retorno da competição, com a exceção de Botafogo e Fluminense. Henning entende a chateação do torcedor com as críticas, mas relembrou da proximidade de relacionamento entre o presidente Jair Bolsonaro e o presidente do Flamengo Rodolfo Landim.

- Entendo que o torcedor do Flamengo fique chateado, não devíamos estar acusando que o time dele está fazendo. Não é o time, são os dirigentes. Mas aí o presidente estava na posse de um ministro. Não entendo porque o Flamengo quer jogar tanto se não vai ter nem transmissão do jogo - afirmou.

A UEFA confirmou na quarta-feira um novo regulamento para a retomada da Liga dos Campeões, que será realizada com jogos únicos e sede fixa em Lisboa, capital de Portugal. O narrador usou a decisão, que chamou de acertada por conta do planejamento, com a situação da partida entre Flamengo e Bangu.

- É até inteligente para deixar ver o que vai acontecer nos campeonatos nacionais. Lá estamos vendo que as coisas estão funcionando. Já voltou o campeonato alemão, espanhol, inglês e português. Aqui no Brasil vamos começar a ver como vai funcionar. Já temos os protocolos. Mas e se aparecer um caso? Vamos supor que um jogador do Bangu apareça infectado, e aí? Isola o Bangu? E o Flamengo que jogou contra? Por isso acho inteligente da Uefa deixar a Champions League para o final - explicou.

SOBRE O 'DE CASA COM O LANCE!'

O "De casa com o LANCE!" é um programa apresentado exclusivamente através do Instagram do site. No formato home office, nossa equipe irá receber convidados de diferentes esferas, como atletas, profissionais e influenciadores digitais, além da participação dos leitores com perguntas ao vivo. Para não ficar de fora, acompanhe o nosso Instagram (@diariolance) e o Twitter (@lancenet).















Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também