Santos aplica terceiro chapéu no São Paulo com a compra do zagueiro Joaquim


O Santos venceu a concorrência do São Paulo e oficializou a compra do zagueiro Joaquim, ex-Cuiabá, na última quarta-feira (8). Porém, esse não foi o único ‘chapéu’ aplicado pelo Peixe no rival: o Tricolor também tinha interesse em Mendoza e Messias, hoje jogadores do Alvinegro.

Quando o São Paulo negociou com o Dourado para contar com Joaquim, os dirigentes do time do Mato Grosso pediram cerca de 4 milhões de euros (R$ 22,4 milhões) pelo passe do atleta. Em contrapartida, o Santos acertou com o defensor por 3 milhões de euros (R$ 16,8 milhões), que serão pagos de forma parcelada, e adquiriu 60% dos direitos econômicos do jogador. O Cuiabá ainda manteve 40% do zagueiro.


> ATUAÇÕES: Santos faz as pazes com a vitória, Ângelo brilha, e Lucas Barbosa é herói da noite

MENDOZA E MESSIAS

O técnico do São Paulo, Rogério Ceni, revelou que o atacante Stiven Mendoza, contratado pelo Peixe por três temporadas, era um dos alvos do clube. O treinador contou do desejo tricolor pelo colombiano, ex-Ceará, quando projetava o elenco para a temporada 2023.

- Bahia, Cruzeiro e Vasco viraram SAF, o Botafogo tem contratado bastante jogadores, o Flamengo é muito forte, o Fluminense já era um ótimo time e contratou bem. Vejo os quatro cariocas muito bem. Vejo o Santos… trouxe o Mendoza, que nós queríamos - afirmou Ceni, em coletiva no último dia 13 de janeiro.

O zagueiro Messias recebeu sondagens do Tricolor do Morumbi, mas quem levou a melhor também foi o Santos. Ele foi o primeiro reforço anunciado pelo Peixe em 2023 e, assim como Mendoza, assinou vínculo por três anos com o clube.

Mendoza - Santos
Mendoza - Santos

Apresentação de Mendoza no Santos (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

A ATUAÇÃO NO MERCADO

Ao todo, o Santos oficializou oito reforços para a temporada — Messias, Mendoza, João Lucas, Dodi, Vladimir, Lucas Lima, Daniel Ruiz e Joaquim. Além disso, o clube tem encaminhada a chegada do volante Alison.

O São Paulo contratou nove novos atletas. Para a zaga e o ataque, vagas que poderiam ter sido de Mendoza e Messias, o Tricolor trouxe o defensor Alan Franco e os atacantes David, Marcos Paulo e Pedrinho.