Antes de Libertadores, Botafogo pega Volta Redonda pela Taça Rio

Depois de deixar a Taça Guanabara de lado por conta da Copa Libertadores, o Botafogo estreia na Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, nesta quinta-feira, às 20h30 (de Brasília), quando recebe o Volta Redonda no Estádio Nilton Santos.

Jair Ventura, técnico do Botafogo, procurou passar para seus jogadores a importância do time começar ganhando na Taça Rio e lembrou a derrota para o Madureira, por 2 a 0, na estreia da Taça Guanabara, para ressaltar a necessidade do time entrar ligado contra o Volta Redonda.

“O Volta Redonda tem um time qualificado, tanto que ganhou do Vasco por 1 a 0. Vamos precisar ter cuidado, mas é fundamental começarmos com um triunfo, pois na Taça Guanabara perdemos o primeiro jogo para o Madureira e isso acabou complicando os nossos planos de classificação”, disse Jair.

Sem entrar em campo desde 22 de fevereiro, quando eliminou o Olimpia no Paraguai e garantiu vaga na fase de grupos da Copa Libertadores, o Botafogo teve tempo para se preparar para este jogo e entrosar o time. Na visão dos jogadores isso pode fazer a diferença na Taça Rio.

“O entrosamento é algo importante em qualquer time, e com o Botafogo isso não é diferente. O clube fez contratações importantes, perdeu alguns jogadores e teve que enfrentar um começo de temporada marcado por pequenas decisões. Portanto, o tempo realmente para as coisas engrenarem precisa ser maior do que aquele que tivemos. Pelo menos conseguimos os primeiros objetivos, com exceção de ficarmos de fora das semifinais da Taça Guanabara. Mas o Campeonato Carioca permite uma reação e vamos em busca dela, dessa vez mais fortes e bem mais entrosados”, afirmou o volante Bruno Silva.

Para este compromisso o Botafogo apresenta mudanças em relação ao que derrotou o Olimpia nos pênaltis. Heroi naquela ocasião, o goleiro Gatito Fernández será titular, principalmente porque Helton Leite, com lesão na coxa direita, fica de fora. O zagueiro Marcelo, cria da base e que se tornou uma espécie de xodó da torcida, fica como opção no banco, já que o lateral-direito Jonas volta de suspensão. O primeiro havia atuado improvisado no setor. Outro que perde a posição é João Paulo, já que o meia argentino Walter Montillo reaparece recuperado de lesão no tornozelo direito.

Pelo lado do Volta Redonda, o técnico Cairo Lima quer ver sua equipe demonstrando atitude contra o Botafogo.

“Precisamos mostrar ao Botafogo que temos plenas condições de ganhar o jogo, mesmo respeitando o adversário e reconhecendo a qualidade de seu elenco, que conta com jogadores renomados. Mas é preciso ter atitude e fazer o adversário perceber que do outro lado do gramado tem um rival que não vai medir esforços e que não dá o encontro como resolvido. Se somarmos pontos diante do Botafogo vamos começar a nos aproximar dos nossos objetivos dentro da competição, portanto, estamos encarando essa partida como uma verdadeira decisão”, afirmou o treinador do Voltaço.

Em termos de escalação, Cairo não quis antecipar nada, mas deverá manter a base que empatou por 2 a 2 com o Nova Iguaçu no fim de semana pela decisão do torneio de consolação para quem ficou de fora das semifinais da Taça Guanabara. O Voltaço acabou sendo derrotado nos pênaltis.

Pelo regulamento, nesta fase os times dos dois grupos se enfrentam uns contra os outros e ao fim os dois melhores de cada chave avançam para as semifinais da Taça Rio. O ganhador do segundo turno se juntará na fase final do Estadual ao Fluminens,e campeão da Taça Guanabara, e a outros dois times oriundos da classificação geral, que leva em consideração a pontuação obtida nos dois turnos.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO X VOLTA REDONDA

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 9 de março de 2017 (Quinta-feira)

Horário: 20h30(de Brasília)

Árbitro: Luís Antônio Silva dos Santos (RJ)

Assistentes: Carlos Henrique Alves de Lima (RJ) e Thiago Rosa de Oliveira (RJ)

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Jonas, Joel Carli, Emerson Silva e Víctor Luís; Aírton, Bruno Silva, Camilo e Walter Montillo; Rodrigo Pimpão e Roger

Técnico: Jair Ventura

VOLTA REDONDA: Douglas, Luís Gustavo, Luan, Gilberto e Pedro Rosa; Fabiano Alves, Diogo Alves e Higor Leite; Octávio, Caio César e Gustavo Moura

Técnico: Cairo Lima