Antes da cerimônia de posse de Lula, Pelé é homenageado com um minuto de silêncio

Pelé, o Rei do Futebol, morreu, na última quinta-feira, aos 82 anos (Foto: Franck FIFE / AFP)


Luiz Inácio Lula da Silva tomou posse como presidente da República, neste domingo, em Brasília. Antes do início da cerimônia no Congresso Nacional, o presidente do Senado Rodrigo Pacheco convocou um minuto de silêncio para homenagear Pelé.

- Antes de prosseguirmos com essa solenidade, peço a permissão de todos para render as nossas homenagens póstumas ao grande brasileiro e Rei do Futebol, o sr. Edson Arantes do Nascimento, o nosso querido Pelé - anunciou.

+ Pelé eterno! Relembre 20 declarações históricas sobre o Rei

Ao anunciar o nome de Pelé, Pacheco foi interrompido por uma salva de palmas de todos os presentes no Congresso. Na sequência, o presidente do Senado pediu para que ficassem em posição de respeito para prestarem um minuto de silêncio a Pelé e também ao Papa Emérito Bento XVI, que morreu no último sábado.

+ Declaração em livro e cochilo na final da Copa: conheça a relação de Papa Bento XVI com o futebol

A morte de Pelé foi confirmada, na última quinta-feira, pelo Hospital Albert Einstein. Ele lutava contra um tumor no cólon, descoberto em setembro de 2021. De lá para cá, ficou em tratamento médico no hospital em São Paulo e na casa dele no Guarujá, litoral paulista. No último dia 29 de novembro, o ex-jogador foi internado para debelar uma infecção respiratória após contrair Covid-19 e “para uma reavaliação da terapia quimioterápica do tumor de cólon”, conforme nota do hospital. Mas a doença resistiu, progrediu e levou para a eternidade o Rei do Futebol, que sofreu falência de múltiplos órgãos, aos 82 anos.