Antes criticada, Patricia Amorim agora é fundamental para o estádio da Gávea

O sonho do Flamengo voltar a mandar jogos na Gávea está muito próximo de acontecer. O projeto, que sempre esbarrou na prefeitura do Rio de Janeiro, pressionada pela Associação de Moradores do Leblon, ganhou novo panorama.

Após reuniões com Marcelo Crivella, o rubro-negro conta com uma fore influência no processo: a ex-presidente do clube e atual Subsecretária de esportes da prefeitura, Patrícia Amorim. 

Patrícia Amorim e Zico Flamengo

O que é no mínimo curioso. Depois de ter sido muito criticada durante a sua gestão presidencial, a atual Subsecretária é a principal responsável para tornar realidade o sonho do clube. 

Inaugurado em 1938 e localizado no Leblon, o estádio é desejo antigo e sempre sofreu com burocracia do poder público e reclamações da Associação de Moradores. Hoje, duas estações de metrô servem a região e ficam a dez minutos de caminhada do clube, o que facilitaria o trânsito na região.