Anitta é vítima de intolerância religiosa ao mostrar que não raspou a cabeça

Patrick Monteiro
·1 minuto de leitura
Anitta é vítima de intolerância religiosa (reprodução / instagram @anitta)
Anitta é vítima de intolerância religiosa (reprodução / instagram @anitta)

Por que Anitta não pode expressar sua fé como qualquer pessoa? Há algumas semanas a cantora foi ‘acusada’ nas redes sociais de ter raspado o cabelo em um ritual de sua religião e nesta quarta-feira (18) encerrou o assunto.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Em dois vídeos nas redes sociais a cantora, de pijama, mostra o cabelo molhado e evidencia o couro cabeludo. A clara mensagem de que não teria raspado a cabeça só reforça um comunicado que sua assessoria de imprensa emitiu explicando sua função no candomblé.

Leia também

“A cantora, praticante do Candomblé, é uma 'Ekedi' em sua religião. As Ekedis são suspensas para a iniciação, não precisando raspar a cabeça em sua preparação para servir aos Orixás”, disse o texto anteriormente divulgado pelo escritório.

O texto continua. “Anitta repudia qualquer tipo de intolerância religiosa, seja ela qual for, e acredita que tais especulações retratam um Brasil ainda repleto de discriminação e preconceito religioso”, completa.

Cobrar se Anitta, ou qualquer pessoa que cultue religiões de matriz africana é tão desrespeitoso como pedir para ver certificados de batismo, primeira comunhão e crisma de artistas que se casam na igreja católica. Ou pedir para que homens judeus exponham sua circuncisão.

A fé, a crença, é pessoal e em nenhuma circunstância deve ser motivo de cobrança ou discriminação.