Mais politizada, Anitta avalia governo de Jair Bolsonaro: “Confuso”

Yahoo Vida e Estilo
Anitta se sente mais confortável para opinar sobre política (Divulgação / Eduardo Bravin)
Anitta se sente mais confortável para opinar sobre política (Divulgação / Eduardo Bravin)

Os 18 meses do governo de Jair Bolsonaro geram diferentes percepções nos mais de 220 milhões de brasileiros quando o assunto é o xadrez político, mas Anitta já está mais entendida e consegue se posicionar com mais certeza sobre os rumos da nação.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no InstagramFacebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentários.

Questionada por ‘O Globo’ sobre como avalia a gestão do ex-deputado à frente do executivo ela não titubeia. “Está confuso. É preciso definir uma diretriz e ter coesão, coerência, porque está tudo muito instável. Esse troca-troca (de ministros) passa "desestabilidade". A agressividade passa  insegurança. Quando se é agressivo, se oprime quem pensa diferente. Quando se aceita um cargo público, deve-se trabalhar para todos e não só para quem pensa igual. Isso me dá um pouquinho de medo”, avalia.

Leia também

Em oposição ao presidente, a cantora não se declara nem de direita, nem de esquerda, muito menos de centro. “Ela (Gabriela) falou que demora um tempo mesmo. Com muita leitura e entendimento, vai encontrando ali o seu lado. O que não sou é extremista. Não sou de defender uma ideia e nunca mudar. Estou disposta a ouvir todos os lados, sou bem maleável”, pondera.

Há quase um mês tendo aulas semanais sobre a política nacional com Gabriela Prioli, a artista afirma que é preciso saber a quem cobrar nos três poderes. “Precisamos de mais educação e estudo para saber fazer essa cobrança e saber que o poder está na mão das pessoas. É fornecido um tipo de ensino que não deixa a gente perceber. Eu mesma precisei fazer essas lives para ter noção do papel de cada um na sociedade”, comenta.

Com eleições locais marcadas para o próximo semestre, aos 27 anos Anitta afirma que está pronta para votar melhor. “Agora sei, quando estou votando, quem está em qual. Sei quem cuida das leis e quem executa. É uma coisa que a gente passa superficialmente na escola e acaba não tendo noção. Agora, já estou craque (risos)”, celebra.

Indicada por uma pesquisa como a terceira pessoas com maior poder de influência através das redes sociais no páis, ela quer ajudar outras pessoas. “Estamos fazendo efeito na tentativa de fazer o jovem se interessar pela política. Eu também não me interessava. A gente começa a pensar que as coisas não mudam no nosso país, e eu queria que fosse diferente. Quero fazer com que as pessoas se interessem, estudem, entendam e criem opiniões por elas mesmas. Coloquem na cabeça o que é o Brasil e o que elas acreditam ser o melhor para o país. Fico feliz não por estar no ranking, mas pelas pessoas estarem aprendendo junto comigo”, conclui.

Leia também