Andrés garante que Globo vai falar nome do parceiro no estádio do Corinthians

·2 min de leitura
Anúncio do novo nome da arena deve ocorrer até 1º de setembro, data de aniversário do Corinthians (Daniel Augusto Jr/Corinthians)
Anúncio do novo nome da arena deve ocorrer até 1º de setembro, data de aniversário do Corinthians (Daniel Augusto Jr/Corinthians)

O Corinthians vai anunciar nos próximos dias a venda do nome de seu estádio para uma empresa de varejo conhecida mundialmente. E a pergunta a partir daí é: a Globo vai falar o nome da parceira em suas transmissões? De acordo com o presidente corintiano Andrés Sanchez, a resposta é “sim”. “Eles vão falar”, assegurou o dirigente, em contato com o Blog.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

A novidade deve causar impactos no mercado do futebol, até porque outros clubes tentaram, mas não conseguiram o mesmo. O Palmeiras, por exemplo, nunca conseguiu emplacar o nome Allianz Parque em quaisquer das emissoras do Grupo Globo, que se refere ao estádio alviverde como Arena Palmeiras.

Leia também:

O Red Bull Bragantino passa pelo mesmo drama. Desde que a Red Bull comprou o clube de Bragança Paulista, a principal TV do país só se refere ao time como Bragantino. Nas negociações pelos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro, o CEO da Red Bull, Thiago Scuro, ainda tentou incluir no acordo o nome da empresa, sem sucesso.

Importante: Andrés assegura há anos que o Corinthians teria o nome de seu parceiro falado na Globo. Tudo porque, na última renovação de contrato com a emissora, o presidente exigiu tal situação, ameaçando não assinar o acordo. Só Corinthians e Flamengo, por exemplo, têm direito a um valor fixo de receitas no pay-per-view do campeonato nacional.

Mistério total: Apesar de confirmar a venda dos naming rights, Andrés segue adotando sigilo a respeito de quem é o parceiro da Arena Corinthians. Pessoas próximas ao presidente garantem que a Neo Química foi a responsável pela compra. Andrés nega e só fala que trata-se de uma empresa do ramo do varejo, que é conhecida mundialmente.

De qualquer forma, já se sabe que a futura parceira alvinegra vai desembolsar entre R$ 300 milhões e R$ 340 milhões por um contrato de 20 anos - haverá a obrigatoriedade de pagamento em dez anos. O anúncio pode acontecer na terça-feira da semana que vem, quando o Corinthians completa 110 anos de fundação.

Veja mais de Jorge Nicola no Yahoo Esportes

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos