Andrés reclama de erros de arbitragem contra o Corinthians e promete ir à CBF: 'É inadmissível'

LANCE!
·2 minuto de leitura

A atuação épica do Corinthians no empate com o Grêmio tem sido valorizada por analistas e jogadores, mas na visão do clube ela poderia ter sido bem menos complicado não fossem os erros de arbitragem. Não à toa, Andrés Sanchez, presidente licenciado, usou seu perfil no Twitter para reclamar do árbitro da partida desta noite de domingo, na Neo Química Arena, e ainda prometeu levar a reclamação para a CBF nesta segunda-feira.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

De acordo com o dirigente corintiano, Caio Max Augusto Vieira errou em três lances capitais no empate em 0 a 0 com o Tricolor gaúcho. Primeiro ao não dar o segundo amarelo a um jogador gremista, depois ao expulsar Marllon em lance discutível, e não apitar falta em Otero em lance que culminou na expulsão do meia venezuelano. Para Andrés, são lances inadmissíveis.

Leia também:

-Tivemos mais uma arbitragem bizarra na Neo Química Arena. Um juiz despreparado não pode apitar um jogo do tamanho de um clássico nacional como é Corinthians e Grêmio. A quantidade de erros que ele teve é inadmissível: não deu o segundo amarelo para o Darlan, expulsou o Marllon em um lance discutível e não deu pra nós a falta no lance que terminou com a expulsão do Otero - comentou o mandatário em sua rede social.

A revolta de Andrés Sanchez é tamanha, que ele prometeu levar um ofício para a CBF solicitando que o árbitro não apite mais outro jogo do Corinthians. Apesar de focar em Caio Max, o dirigente citou erros contra Sport e América-MG para dizer que o nível da arbitragem brasileira é de nível muito baixo.

- Eu achei que já tinha visto de tudo contra Sport e América, a falta de critério no pênalti, mas é pior. O nível é horroroso. Amanhã (segunda-feira), entraremos com ofício na CBF relatando todos estes erros. O torcedor quer respeito. Esse Caio Max Vieira não apita mais jogos do Corinthians - concluiu.

Não é a primeira vez neste mês que Andrés promete ir até a Confederação Brasileira de Futebol para protestar contra a arbitragem. Nas oitavas de final da Copa do Brasil, quando o Timão foi eliminado pelo América-MG, o mandatário reclamou do pênalti de Lucas Piton, que tocou com a mão na bola dentro da área e acabou gerando o gol da classificação do clube mineiro. Naquela ocasião o árbitro era Wagner do Nascimento Magalhaes (Fifa/RJ).

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos