Andrés promete protestar contra arbitragem de América x Corinthians na CBF: 'Não vai ficar barato'

LANCE!
·2 minuto de leitura


O Corinthians foi eliminado na última quarta-feira pelo América-MG nas oitavas de final da Copa do Brasil. O lance que definiu a classificação, porém, gerou polêmica entre os corintianos, que se sentiram lesados pelo pênalti marcado em toque de mão involuntário de Lucas Piton. Nesta quinta-feira, Andrés Sanchez prometeu levar um protesto contra a arbitragem até a CBF.

Aos 35 minutos do segundo tempo, o árbitro Wagner do Nascimento Magalhaes (Fifa/RJ), assinalou a penalidade no momento em que o lateral-esquerdo alvinegro tentava proteger a bola de Ademir, dentro da área, quando o toque em sua mão aconteceu. Nas imagens, é possível observar que o jogador nem está olhando para a bola, o que indignou os jogadores do Timão.

Logo após o jogo, em entrevista ao GE, Andrés Sanchez já havia se manifestado sobre a arbitragem polêmica e classificou o lance como "uma vergonha". Já na tarde desta quinta-feira, o mandatário do Corinthians voltou a criticar ocorrido e prometeu levar o protesto para a CBF. Além disso, ele diz que faz questão de ouvir o áudio do VAR no momento da jogada e promete não deixar barato.

- Não vai ficar barato. Vou à CBF levar o protesto do Corinthians por esse pênalti absurdo e farei questão de ouvir o áudio da conversa do VAR. Arbitragens como essa de ontem não tem cabimento - disse Andrés em seu perfil oficial no Twitter.

O gol marcado por Rodolfo na cobrança da infração foi o que definiu a classificação do América-MG, já que o 1 a 0 a favor do Corinthians levava a decisão para os pênaltis, lembrando que na ida, na Neo Química Arena, os mineiros levaram a melhor pelo pelo placar de 1 a 0. Com o empate no agregado, a vaga não seria decidida no tempo normal e sim nas penalidades.