Andrés diz que ligou para Romarinho e mostra otimismo para volta de Jô


O torcedor do Corinthians está cada vez mais próximo de ver Jô voltar a vestir a camisa do clube, ao mesmo tempo em que enxerga o retorno de outro ídolo, Romarinho, ser descartado para este momento. Em live com Basílio, o presidente Andrés Sanchez falou dos dois jogadores, mostrou otimismo em relação ao centroavante e jogou um balde de água fria sobre o outro.

Na conversa transmitida no Youtube, nesta quinta-feira, o tema de reforços corintianos veio à tona, uma vez que a notícia sobre suposta a rescisão contratual de Romarinho na Arábia Saudita bombou nas redes sociais e evidentemente o mandatário respondeu com a propriedade de quem conversou com o atletas na última quarta-feira.

- Falei com o Romarinho ontem, mas ele tem propostas lá de fora e não está nos planos do Corinthians. É um grande jogador, um grande corintiano - disse.

Segundo apurou o LANCE!, Romarinho encaminhou a rescisão contratual com o Al Ittihad, mas deve permanecer na Arábia Saudita, já que tem mercado no país e no continente asiático, podendo até fazer um novo contratual com seu clube atual. A volta ao Timão é tratada com zero expectativa por todos os envolvidos.





Por outro lado, a contratação de Jô parece questão de tempo. Com a rescisão alinhada com o Nagoya Grampus-JAP, restando apenas sua oficialização, o estafe do jogador já tem conversado com o Corinthians há algumas semanas e a negociação avança para um desfecho positivo. Andrés Sanchez sabe disso e vê caminho facilitado por conta do desejo do atacante, que é de retornar.

- O Jô realmente nós vamos começar a conversar aí mais para frente e com certeza tem grande chance de vir, até porque ele quer e quando o jogador quer já é 70% do caminho andado. O Corinthians também quer e isso facilita bastante - afirmou o mandatário alvinegro.

Andrés também falou sobre a suposta volta de jogadores brasileiros que atuam na China, que poderiam ser emprestados a outros clubes até o fim do ano por conta da restrição de entrada de estrangeiros em território chinês. Apesar da expectativa de alguns torcedores sobre o retorno de nomes como Paulinho e Renato Augusto, o presidente corintiano tratou de explicar a realidade.

- Primeiro que essa notícia não é totalmente verdadeira ou completa. Por exemplo, o Paulinho sexta-feira pela manhã está indo para a China, alguns jogadores estão acabando o contrato lá e outros estão voltando agora, então não é bem como estão dizendo, mas é óbvio que nós estamos com a porta aberta, mas para esse tipo de jogador, se pagar 10% do que eles ganham lá já é inviável para um clube brasileiro e o Corinthians não vai fazer essa loucura, porque tem um teto e não vai passar desse teto - argumentou.






Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também