Andrés descarta rebaixamento do Corinthians, mas diz que assumirá culpa em caso de queda

LANCE!
·1 minuto de leitura


O Corinthians vem de três vitórias nos últimos quatro jogos do Brasileirão-2020, todas sob o comando do novo técnico Vagner Mancini. Apesar de ter subido na tabela e ter se afastado do Z4, ainda há quem tema o rebaixamento, mas não é o caso de Andrés Sanchez, que descartou essa possibilidade e disse que caso isso aconteça, ele assumirá a culpa pela queda para a Série B.

Em entrevista ao programa "Arena SBT", na noite da última segunda-feira, o presidente do Timão comentou a situação atual da equipe no Campeonato Brasileiro e entende que o problema é em relação ao encaixe dos jogadores, já que algumas contratações não surtiram o efeito esperado. Por isso, ele crê que não há risco de o Alvinegro ser rebaixado nesta edição da competição nacional.

- O Corinthians não corre perigo de cair. Nunca pensamos nisso. Estamos com dificuldades de encaixar o time porque fizemos algumas contratações erradas.

Em 2007, quando o Corinthians sofreu sua única queda na história do Brasileiro, Andrés Sanchez era o presidente que estava no cargo, mas assumiu o comando já na reta final daquela campanha desastrosa. Neste ano, caso uma nova queda aconteça, o mandatário corintiano diz que assumirá a culpa.

- Se cair, eu sou o principal culpado. (No ano de 2007) Tenho minha parcela de culpa, mas cheguei faltando sete jogos para o fim do Brasileirão - concluiu.

Atualmente o Corinthians ocupa a 11ª colocação na tabela do Campeonato Brasileiro com 24 pontos, cinco à frente do primeiro clube na zona de rebaixamento. Pela competição, o Timão volta a jogar no próximo final de semana, quando enfrenta o Atlético-GO, fora de casa, no sábado, às 21h.