André Rizek avalia convocação de Daniel Alves para a Copa: 'Falar que vai porque é líder não existe'

André Rizek apresenta o "Seleção SporTV" (Foto: Reprodução)


Apresentador do "Seleção SporTV", André Rizek questionou os motivos da convocação de Daniel Alves para a Copa do Mundo de 2022. Ao debaterem sobre a liderança do atleta, o jornalista do Grupo Globo ratificou que esse argumento para validar a chamada não existe. O lateral-direito está na lista final de Tite, divulgada pelo próprio treinador em entrevista coletiva realizada nesta segunda-feira, para representar a Seleção Brasileira no Qatar.

+ Confira os 26 nomes do Brasil convocados para a Copa do Mundo

Aos 39 anos, Daniel Alves não joga uma partida oficial desde o dia 23 de setembro. No entanto, seu currículo vitorioso, qualidade técnica e a participação de um longo período da Era Tite foram pontos considerados pelo treinador.

Durante debate no programa "Seleção SporTV" desta segunda-feira, Rizek, Alexandre Lozetti, PVC e Luís Roberto destrincharam os nomes e debateram sobre o "fator grupo" do lateral. O apresentador, entretanto, não acha que a liderança faz diferença para a convocação.

- Esse negócio de falar porque é líder, porque toca pandeiro, não existe. Se não levaria na comissão técnica. Vai porque ele (Tite) imagina que em algum momento ele possa utilizar o Daniel Alves como jogador - declarou.

Daniel Alves jogou 12 partidas pelo Puma, do México. Ele deu três assistências e não marcou nenhum gol. Com a temporada encerrada para a equipe mexicana, o lateral está treinando com o Barcelona B para manter a forma física.

- O Daniel (Alves), com a camisa da Seleção Brasileira, não conseguiu brilhar como brilhou com a camisa dos clubes. Desde o Cafu e o Roberto Carlos, embora o Brasil tenha tido grandes laterais, jogando na Seleção a gente não teve laterais com destaque - ressaltou Rizek.

O Brasil estreia na Copa do Mundo contra a Sérvia, pelo Grupo G. A equipe comandada por Tite encerra a primeira fase contra Suíça e Camarões.