André fala sobre seu momento no Fluminense e elogia Marcão: 'Tem ajudado bastante na minha evolução'

·4 minuto de leitura


Um dos destaques do Fluminense na temporada, o volante André renovou o seu contrato até o fim de 2024. Sob o comando do técnico Marcão, o jogador se consolidou como titular e vem tendo boas atuações. Em entrevista coletiva na FluTV, o meio-campista destacou seu momento no clube, de quase emprestado a titular, e falou sobre a primeira partida que irá atuar diante da torcida, nesta quarta, às 21h30, contra o Fortaleza, no Maracanã.

- O começo foi um pouco difícil. Ainda mais para nós que saímos da base e já estávamos integrados, receber essa notícia não foi tão bom. Mas eu sempre acreditei que poderia ter oportunidade, jogar bem. Em nenhum momento deixei de trabalhar, de conquistar meu espaço, sabia do meu potencial. Graças a Deus a oportunidade bateu mais uma vez para mim e eu pude aproveitar. Consegui uma sequência agora de dez, onze jogos e estou muito feliz pelo momento em que estou vivendo, pela renovação também. Amo esse lugar, amo esse clube - disse o atleta, e acrescentou:

+ Confira e simule a tabela do Campeonato Brasileiro

- Verdade. Primeira vez que irei jogar diante da torcida do Fluminense. Confesso que estou bem tranquilo e ao mesmo tempo ansioso desse primeiro encontro. Se Deus quiser, vou fazer uma boa partida para dar alegria a eles. Como falei, no futebol acontece isso, não é todo mundo que vai ter oportunidade no mesmo lugar. O Fluminense tem um elenco qualificado. Nos primeiros dias fiquei abalado sim, mas depois foi trabalhar e esperar a oportunidade chegar. Se tivesse saído não estaria vivendo esse momento tão bom. É trabalhar que uma hora a oportunidade vai chegar - frisou.

O Tricolor conseguiu uma boa sequência no Brasileirão e espera dar continuidade ao trabalho para garantir uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores. Ao ser perguntado sobre a diferença entre Roger Machado e Marcão, André disse que o estilo do antigo comandante não encaixou no grupo.

- Tem uma pouco de diferença sim. Com Marcão, a gente se sente mais à vontade. É um cara amigo, bastante família, sempre pergunta como nós estamos e como vai a família. O elenco todo já conhecia o trabalho dele e ficou mais fácil. Não tenho nada a reclamar do Roger, excelente profissional, pessoa também, mas creio que não encaixou muito estilo de jogo dele.

+ Reforço na arquibancada: Fluminense aposta no retorno da torcida para conquistar a vaga na Libertadores

Por fim, o meio-campista ressaltou a força da geração de ouro do sub-17 do clube, que emplacou quatro jogadores entre os titulares. Além dele, Martinelli, Luiz Henrique e Calegari têm sido constantemente utilizados por Marcão na campanha do Brasileirão.

- Fico feliz da minha geração ter se dado super bem. Tem quatro no time titular, mais dois que foram vendidos: João Pedro e Marcos Paulo. O entrosamento fica bem mais fácil. jogando junto desde lá da base. Creio que isso facilita muito., Sobre o Marcão, a gente conversa bastante, ele é um cara bastante amigo, família. Ele dá muita instrução durante o treino e isso tudo tem ajudado bastante na minha evolução e que continue assim - finalizou.

Confira outras respostas do volante André durante a coletiva

Onde pode evoluir como jogador

Acho que o principal ponto é a minutagem. Quando a gente entra 10, 15 minutos, não tem muito tempo para mostrar. E como gente entra como titular, temos mais tempo de mostrar nosso potencial, de fazer as coisas. Creio que esse foi o principal motivo para eu engrenar de vez. Buscar evoluir em todos os pontos, na marcação, no ataque, no passe, na bola longa. Creio que tenho que melhorar em todos os pontos e não em apenas um.

Apoio dos mais experientes do grupo

Nosso grupo é muito especial. Independente de quem está jogando ou está fora, sempre estão apoiando. E comigo não foi diferente. Quando eu estava de fora continuava apoiando todo mundo, torcendo sempre. Quando entrei, todos os jogadores me deram bastante força, conselho. Esse grupo é muito especial, família e me ajuda bastante.

Gol contra o Flamengo (o primeiro no profissional do Fluminense)

Realmente fiquei muito feliz pelo gol. Da mesma forma se tivesse torcida seria um momento histórico para mim. Foi o momento da minha retomada aqui no Fluminense. Espero que agora com a torcida saia mais gols. Espero comemorar com eles e manter essa pegada. Nosso time vem em um momento bom e com o apoio da torcida creio que a gente vai continuar essa sequência de vitórias.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos