Anderson Silva desafia Bisping e Nick Diaz e faz campanha para duelo no Brasil

3- - Diego Ribas

Após a derrota de Vitor Belfort no combate principal do UFC Fortaleza, Anderson Silva é, definitivamente, a bola da vez. Depois de bater Derek Brunson em sua última luta, o ‘Spider’ iniciou uma campanha para competir no UFC Rio, em junho, e rapidamente ganhou possíveis rivais. E ele já parece ter  escolhido o seu preferido.

Enquanto o público parece pedir por uma reedição da ‘Luta do Século’ contra Vitor Belfort, que aconteceu em 2011 e alavancou o esporte no Brasil, Kelvin Gastelum, algoz do ‘Fenômeno se adiantou em pedir pelo confronto. Mas, no que depender do ‘Spider’, parece que Nick Diaz seria o rival ideal. Além, é claro, de uma revanche contra Michael Bisping.

“Somos três grandes profissionais, o que faz mais sentido neste momento não é a luta dele com qualquer outro, mas sim comigo, independente de cinturão. Independente do show, nós nos respeitamos, uma nova luta entre nós seria um grande combate de cavalheiros. Até porque com o Nick, foi um No Contest, temos história pra contar, te espero no Brasil. E aguardo você Mr. Bisping, depois da sua luta com GSP.  Exterminar de uma vez por todas esta dúvida dos fãs sobre quem realmente venceu”, postou em suas contas de redes sociais.

Como Bisping tem duelo marcado contra Georges St-Pierre, provavelmente em julho deste ano, Anderson parece planejar seu futuro da seguinte forma. Um duelo contra Nick Diaz no Brasil em junho, em revanche da disputa que ele venceu em 2015 mas viu o resultado ser anulado após o flagra no doping, e posteriormente uma reedição da luta com o inglês, de quem perdeu de forma polêmica em fevereiro de 2016.

Caso tudo dê certo em seus planos, Anderson ainda teria que torcer para que GSP vença Bisping. Afinal, enfrentar o inglês pelo cinturão significaria furar a fila de Yoel Romero e Ronaldo ‘Jacaré’ mais uma vez.

Um vídeo publicado por ufc (@ufc) em Ago 8, 2015 às 9:50 PDT