Ancelotti é multado por cartão vermelho que recebeu contra United mas evita suspensão

AFP
O técnico italiano do Everton, Carlo Ancelotti, na partida da Premier League contra o Arsenal, em Londres, em 23 de fevereiro de 2020
O técnico italiano do Everton, Carlo Ancelotti, na partida da Premier League contra o Arsenal, em Londres, em 23 de fevereiro de 2020

O técnico italiano do Everton, Carlo Ancelotti, foi multado nesta quinta-feira com 9.242 euros pela Federação Inglesa de Futebol (FA), mas evitou a suspensão após o cartão vermelho que recebeu após o jogo de domingo contra o Manchester United por protestar acintosamente contra o árbitro.

Ancelotti, de 60 anos, poderá assim sentar no banco de reservas no próximo domingo para o duelo contra o Chelsea, time que ele comandou entre 2009 e 2011.

O técnico "admitiu que sua linguagem e comportamento em campo após o jogo constituíram um mau comportamento e aceitou a sanção que costuma ser aplicada nesses casos", afirmou a FA, em um comunicado.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

No domingo passado, Ancelotti se tornou o primeiro técnico da Premier League a receber um cartão vermelho por protestar veementemente contra o árbitro Chris Kavanagh após o apito final em Goodison Park. O duelo terminou empatado em 1 a 1.

Minutos antes, o árbitro anulou um gol de Calvert-Lewin, em um chute que desviou no zagueiro do United Harry Maguire. O VAR acusou impedimento do atacante islandês Gylfi Sigurdsson, que estava caído no gramado em frente à meta do United e recolheu as pernas, permitindo que a bola entrasse no gol.

A partir da temporada 2019-2020 na Premier League, os treinadores podem receber cartões amarelos ou vermelhos, dependendo do seu comportamento no banco. Antes eram repreendidos ou expulsos verbalmente.

Décimo primeiro no campeonato inglês, o Everton luta para se classificar para uma competição europeia na próxima temporada e uma vitória contra o Chelsea no domingo (4º, com oito pontos de vantagem) o aproximará mais desse objetivo.

Leia também