Ana Moser fala sobre desafios e projeta recomeço do Ministério do Esporte

Falas repercutiram na web na última terça-feira (Foto: Reprodução)


A nova Ministra dos Esportes, a medalhista olímpica de vôlei, Ana Moser, tomou posse da secretaria nesta quarta-feira. Primeira mulher da história a comandar a pasta, a ex-atleta, de 54 anos, foi anunciada para comandar a retomada do ministério no mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na última semana. Vale ressaltar que, nos últimos quatro anos, durante o governo de Jair Bolsonaro, o esporte virou uma secretaria especial, subordinada ao Ministério da Cidadania.

Durante o seu discurso de posse, Ana Moser destacou os desafios no Ministério, citando como referência os embates entre Brasil e Cuba nas quadras de vôlei. Ela também manifestou o seu desejo de um novo projeto para o esporte brasileiro.

+ Pedrinho dispara contra Milly Lacombe: relembre outras tretas no jornalismo esportivo

- Acho que a missão aqui é mais difícil que Brasil e Cuba (risos). Vamos estar juntos de cada um que está aqui para ouvir e encaminhar as questões de todas as dimensões do esporte, que são muitas e diversas. E que tenhamos espírito de muita conversa para que a gente construa algo novo e maior que temos hoje. E que aumente e muito o esporte. A gente tem de fazer com que mais pessoas conheçam, pratiquem e se beneficiem do esporte - disse.

A nova ministra ressaltou a importância do diálogo com outros ministérios, como Educação e Saúde. Segundo ela, haverá conversas com todos os setores, como os comitês paralímpicos, que terão atenção especial no seu mandato.

- Nosso público é o mesmo. Crianças e jovens que estão na escola, população em geral, atendidos pelo SUS. Missão é que tenham acesso a todos os serviços. O esporte é transversal e precisamos que isso se reflita na prática - disse.

+ Presidente eleito, Lula anuncia medalhista olímpica como ministra do Esporte

Ana Moser afirmou, também, um pedido do presidente Lula para ampliar a prática do esporte amador no país.

- Fazer uma revolução no esporte. Oferecer o esporte na vida de todos e todas as brasileiras. E fazer evoluir o esporte amador. Foi um pedido do presidente Lula. Lula sempre foi um esportista. Essa é a grande janela que se abriu. Ele ter a experiência e amar o esporte - completou.

+ Relembre a carreira esportiva e o histórico político de Ana Moser, nova ministra do esporte

CARREIRA ESPORTIVA

A ex-atacante Ana Moser é considerada uma das maiores atletas da história do voleibol brasileiro. Pela Seleção, a atleta conquistou 13 medalhas e participou de três edições dos Jogos Olímpicos (Seul-1988, Barcelona-1992 e Atlanta-1996), conquistando a medalha de bronze na última delas.

Moser também fez parte da equipe vice-campeã mundial em 1994, que foi derrotada por Cuba na final do torneio. O segundo lugar obtido é, até hoje, o mais alto ocupado pelo Brasil na competição - a Seleção Brasileira conquistou a medalha de prata novamente em 2006, 2010 e 2022.