Ana Marcela Cunha é confirmada no Rainha do Mar no Rio de Janeiro

·2 min de leitura
Ana Marcela Cunha será atração do Rainha do Mar (Foto: Bruno Lorenzo)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Jogos de Tóquio
    Jogos de Tóquio
  • Ana Marcela Cunha
    Ana Marcela Cunha
    Nadadora brasileira


A campeã olímpica de maratona aquática Ana Marcela Cunha foi confirmada na próxima edição do Rainha do Mar, que terá a participação de cerca de mil nadadoras. Será a primeira prova da baiana no Brasil após a conquista nos Jogos de Tóquio nos 10km, no ano passado.

O palco da etapa é o mesmo da disputa olímpica em 2016, no Rio de Janeiro, o posto 5 da praia de Copacabana. Na ocasião, a brasileira Poliana Okimoto garantiu a bandeira do país no pódio ao conquistar a medalha de bronze, a primeira na história para a natação feminina em águas abertas do Brasil.

+ Ranking da Copa do Mundo de nações de vela coloca Brasil na elite

A primeira edição do Rainha do Mar é destinada para atletas com três opções de distâncias no mar. A categoria Open tem percurso de 500 metros, destinado às iniciantes em águas abertas, englobando também a categoria infantil, com idade mínima a partir de 11 anos. A Sprint tem 1 km, enquanto a Classic tem 2 km. As nadadoras profissionais terão pela frente 3 km no mar de Copacabana. O evento da Elite integra a temporada 2022 de eventos do “Verão Espetacular”, e terá transmissão ao vivo da Globo, atração no programa Esporte Espetacular.

- Estamos propondo um evento feito por elas para elas. Vamos proporcionar um momento único para que todas as nadadoras possam estar no mesmo local e com a mesma experiência no mar que algumas das maiores nadadoras da história - explica o CEO da Effect Sport, Pedro Monteiro.

Cada participante inscrita receberá o kit atleta do Rainha do Mar, com itens exclusivos do evento, camisa e touca de natação, além de medalha ao final do percurso da prova escolhida. Lembranças da etapa especial em celebração ao histórico momento da natação de águas abertas feminina brasileira, medalhista nas últimas duas Olimpíadas (Rio 2016 e Tóquio 2020).

- É muito especial desenvolver um evento exclusivo para as mulheres, para celebrar a força feminina na natação brasileira e na vida. O Rainha do Mar será uma grande confraternização entre elas, com disputas nas águas, mas com a certeza que todas são guerreiras, que todas são vencedoras - conclui Pedro Monteiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos