Análises, scout e trabalho: entenda como a gestão levou o Paulista ao título da Segunda Divisão estadual

Conjunto de fatores dentro e fora de campo levaram o Paulista ao título da Segunda Divisão (Foto: Divulgação)
Conjunto de fatores dentro e fora de campo levaram o Paulista ao título da Segunda Divisão (Foto: Divulgação)


Quem viu o Paulista levantar o título da Segunda Divisão paulista no último final de semana, não imagina a trajetória feita nos bastidores para que o clube voltasse ao cenário do futebol brasileiro. Prestes a começar competição, o clube de Jundiaí se encontrava em uma grande dificuldade, a equipe não tinha elenco nem jogadores suficientes para iniciar a caminhada na competição.

Buscando parcerias, o clube chegou a um acordo com a KAH Sports, e em poucos dias, o plantel estava montado.

- Pegamos o Paulista no final de fevereiro, e o clube tinha apenas nove atletas. Eu, José Carlos e Edson Fio começamos a trabalhar para que pudéssemos trazer jogadores com perfil de clube grande. Sempre enxergamos isso no Paulista, mesmo com a situação ruim que o clube se encontrava - contou Hikmat Derbas, que é um dos representantes da KAH, e também, um dos dirigentes do clube.



Mas para quem pensa que o elenco foi montado de qualquer maneira, está enganado. O trabalho foi árduo e minucioso para que o grande objetivo fosse alcançado, o acesso para a Série A3 do Campeonato Paulista.

- O trabalho começava 6h da manhã, traçando perfil de atleta, analisando os pontos fortes, e a escolha de cada jogador foi feita a dedo por nós. Os atletas entenderam o que era o Paulista, o tamanho que tem e compraram a ideia do treinador - explicou Hikmat.

Outro nome que merece destaque nesta campanha é do executivo de futebol José Carlos, que chegou ao clube também este ano e levou com ele o treinador Edson Fio, responsável por levar a equipe ao título.

- Fui convidado para ser o executivo, aceitei e então os trabalhos começaram. Contatei o Edson, já o conhecia e sabia da capacidade que ele tinha, o modelo de jogo se encaixava na ideia que tínhamos para o Paulista e tudo fluiu da melhor maneira possível - disse José, antes de completar:

- Erramos, claro, mas o percentual de acerto foi muito maior. Montamos a equipe a dedo, selecionando e escolhendo perfis que se encaixavam nas ideias que tínhamos para o Paulista - contou.

Contratado e com respaldo da gestão, Edson Fio também falou sobre o projeto.

- O José Carlos foi uma das pessoas fundamentais para que o Paulista pudesse chegar onde chegou. Quem está no dia a dia sabe o que ele faz. Noites em claro buscando melhorar o clube. Conseguiu patrocínios, fez grandes parcerias e tudo isso graças ao grande profissional que é - disse Fio.

A boa gestão e administração despertaram interesse de outros clubes que buscam, de alguma maneira, resgatar o nome e recolocar a equipe no cenário do futebol regional.

- A continuidade no trabalho ainda não foi conversada. As coisas estão na mão do presidente e por enquanto não tem nada concreto para 2020 - afirmou Hikmat Derbas, antes de exaltar o belíssimo trabalho feito:

- É um prazer ter o nome gravado na história do Paulista. De ter ajudado a recolocar este clube no cenário regional, de ter resgatado de alguma forma, a tradição que o Paulista carrega. Sensação é incrível, de dever cumprido - concluiu.


















Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também