Análise técnica: o que se pode tirar das atualizações da Ferrari em Ímola?

Matt Somerfield
·4 minuto de leitura

Após desempenhos encorajadores nas corridas anteriores da Fórmula 1, a Ferrari chegou em Ímola com boas expectativas, já que achou um caminho para 'desbloquear' parte do potencial do SF1000 com atualizações.

Ferrari SF1000, asa dianteira na Emilia Romagna

Ferrari SF1000, asa dianteira na Emilia Romagna<span class="copyright">Giorgio Piola</span>
Ferrari SF1000, asa dianteira na Emilia RomagnaGiorgio Piola

Giorgio Piola

Para Ímola, a equipe vermelha mais uma vez aproveitou a oportunidade para ajustar seu nível de pressão aerodinâmica na frente do carro, aparando o flap superior para encurtar sua 'corda' ao redor do ajustador da asa dianteira (foto acima).

Trata-se de um trabalho corretivo que a escuderia estar parece estar realizando na pista, ao invés de enviar novos flaps para cada local que recebe a F1 2020. É algo que realmente não vimos na equipe nos últimos anos.

Assim, sinaliza ainda mais a intenção do time, à medida que ele se adapta aos desafios que a temporada 2020 lançou e enquanto tenta equilibrar seus objetivos de desenvolvimento de curto e longo prazo.

Ferrari SF1000, asa traseira na Emilia Romagna

Ferrari SF1000, asa traseira na Emilia Romagna <span class="copyright">Giorgio Piola</span>
Ferrari SF1000, asa traseira na Emilia Romagna Giorgio Piola

Giorgio Piola

A Ferrari também optou por menos downforce na traseira do carro, voltando para seu spoiler em forma de 'colher suave' (foto acima). A peça teve espessura reduzida em torno da parte principal e da aba superior para expandir a influência do canal externo no fluxo de ar.

Também é interessante ver a seção de suspensão de sua placa final, pois mostra que, embora os elementos estejam conectados, o mais frontal age como a cauda vista em alguns rivais. Tal solução cria um trilho para o fluxo de ar seguir à medida que entra pelo outro lado.

Ferrari SF1000, difusor

Ferrari SF1000, difusor<span class="copyright">Giorgio Piola</span>
Ferrari SF1000, difusorGiorgio Piola

Giorgio Piola

O assoalho introduzido no GP de Portugal, em Portimão, também foi mantido pela escuderia, já que a equipe sentiu claramente que o design (foto acima), com três aletas verticais à frente do pneu traseiro, oferece mais desempenho do que seu antecessor. Enquanto isso, o difusor, que retrocede ao design usado pela equipe na primeira corrida da temporada, também foi mantido para Ímola.

Sebastian Vettel, Ferrari SF1000

Sebastian Vettel, Ferrari SF1000<span class="copyright">Steven Tee / Motorsport Images</span>
Sebastian Vettel, Ferrari SF1000Steven Tee / Motorsport Images

Steven Tee / Motorsport Images

Enquanto Charles Leclerc teve mais um ponto alto ao terminar em quinto em Ímola, Sebastian Vettel mais uma vez ficou para trás, em 12º. No entanto, se não fossem os danos na primeira volta e um erro no pit stop, o tetracampeão poderia muito bem ter terminado nos pontos.

A briga de Vettel com a Haas de Kevin Magnussen durante a primeira volta resultou em uma quebra da placa final da asa dianteira, que não foi trocada. Isso teve impacto no desempenho, mas também fez com que a equipe e o piloto também tivessem menos dados para analisar.

A seção da placa final de Vettel que se alojou no assoalho da Mercedes de Valterri Bottas - e custou ao piloto uma chance de vitória na corrida - tem uma câmera de imagem térmica acoplada, o que significa que a Ferrari estava voando um pouco 'cega' naquele pneu.

Notavelmente, considerando o nível de danos, o ferrarista teve ritmo bastante decente. Vale destacar que ele chegou a ocupar o quarto lugar em uma fase da corrida, justamente antes do pit stop falho da Ferrari.

Sebastian Vettel, Ferrari

Sebastian Vettel, Ferrari <span class="copyright">Glenn Dunbar / Motorsport Images</span>
Sebastian Vettel, Ferrari Glenn Dunbar / Motorsport Images

Glenn Dunbar / Motorsport Images

Portanto, todos os sinais indicam que a Ferrari está no caminho da recuperação e, com a chegada de uma unidade de força revisada prevista para o início da próxima temporada, pode ser capaz de diminuir a diferença para seus rivais.

Ferrari SF1000

(Temporada 2020)

Ferrari SF1000
Ferrari SF1000

Motor: Ferrari

Combustível: Shell

Pneus: Pirelli

Pilotos:

16 - Charles Leclerc

5 - Sebastian Vettel

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Os sete nomes mais importantes da Mercedes, heptacampeã mundial de F1; veja

PODCAST: Hamilton blefa ou fala a verdade ao ameaçar deixar a F1?

Your browser does not support the audio element.

.