Análise: de 'ressaca', São Paulo não cria e conta com Volpi para empatar

·2 minuto de leitura


O São Paulo que empatou sem gols diante do Fluminense, no último sábado, pelo Brasileirão, em nada parecia o mesmo time que, menos de uma semana antes, batia o Palmeiras na final do Campeonato Paulista. Apático e preso na marcação do Flu, a equipe de Crespo quase não levou perigo ao adversário.

ATUAÇÕES: Volpi vive noite mágica e salva o São Paulo contra o Fluminense

O São Paulo apostou no mesmo time que entrou na decisão do estadual, com Igor Gomes fazendo dupla de ataque com Pablo. No meio-campo, Gabriel Sara era o responsável por armar as jogadas ofensivas, mas a estratégia acabou não dando certo.

Começou o Brasileirão! Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

Tanto que na primeira etapa foram somente dois chutes, sendo um na direção do gol de Marcos Felipe, que praticamente não teve trabalho. Mesmo com 70% da posse de bola e tendo 89% de precisão nos passes, segundo o 'SofaScore', o São Paulo não assustava a meta adversária e pior, poderia estar perdendo se não fosse a grande atuação de Volpi, que pegou pênalti cobrado por Nenê.

No segundo tempo, Crespo tirou Igor Gomes para colocar o equatoriano Rojas. O objetivo era dar mais velocidade ao time e explorar as costas do lateral Egídio. No entanto, a bola pouco chegou ao ataque, visto que o Fluminense fez uma forte marcação no campo de defesa são-paulino. Para se ter uma ideia, o Tricolor perdeu a bola 80 vezes somente na etapa final.

Sendo assim, as chances de gols foram raras do lado do São Paulo, que ainda via o Fluminense chegar com perigo em velocidade, principalmente no lado esquerdo de seu ataque. Gabriel Teixeira acertou a trave de Volpi em uma dessas jogadas ofensivas.

No fim, o empate saiu de bom tamanho e até Crespo falou sobre a comemoração de uma semana do São Paulo.

- A equipe apresentou uma disposição de um time correto. Tivemos uma semana festejando muito a conquista, e é normal perder algo – disse, em entrevista coletiva.

Resta saber se o São Paulo voltará ao normal, na próxima terça-feira (01), quando o Tricolor enfrenta o 4 de Julho, no Piauí, às 21h30, pela Copa do Brasil.