ANÁLISE: Resiliente, Corinthians 'cura' ressaca e cumpre objetivo no Brasileirão

Du e Guedes celebrando o primeiro gol do Timão (Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians)


O Corinthians afastou a ressaca pós derrota na final da Copa do Brasil e garantiu vaga direta à fase de grupos da Libertadores. A atuação do Timão na vitória por 2 a 1 sobre o Flamengo não foi perfeita, mas a equipe soube sofrer e foi letal no ataque.

+ Estrela de Yuri volta a brilhar em vitória suada do Corinthians; veja notas

As apostas do auxiliar Filipe Almeida se provaram corretas ao longo do jogo, desde a manutenção de Bruno Méndez na lateral-direita como a permanência de Robert Renan na zaga, dessa vez ao lado de Balbuena.

Como a comissão técnica portuguesa corintiana gosta de falar, o Timão fez um primeiro tempo ‘olho no olho’ contra o Flamengo, que entrou em clima de festa, mas não deixou de competir e dificultar a vida dos paulistas.

O Corinthians ensaiou uma pressão no campo do adversário, mas os movimentos não estavam coordenados como de costume, e o Rubro-Negro conseguia aproveitar os erros na transição defensiva corintiana para acionar seus jogadores mais agudos. No entanto, os mandantes não aproveitaram as chances na primeira etapa, e Cássio fez duas grandes defesas.

O Time do Povo nivelou o jogo após os primeiros 15 minutos e conseguiu produzir ofensivamente. A equipe vinha tendo sucesso com as infiltrações de Du Queiroz, e o volante foi premiado pela insistência com um gol ainda no primeiro tempo, em boa jogada coletiva.

+ Veja tabela e simule a reta final do Campeonato Brasileiro

Porém, o Corinthians voltou do intervalo desligado e novamente sofreu um gol nos primeiros 10 minutos, em um lance onde o sistema defensivo colapsou e Cássio errou o timing ao sair do gol.

Com o Maracanã pulsando, o Flamengo foi para cima e dominou as ações do jogo. Era ataque contra defesa. O Timão tomava socos a torto e a direito, mas a grande virtude da equipe foi suportar a pressão e acertar o nocaute.

Quando o Corinthians parecia se dar por vencido, Bruno Méndez fez boa jogada pela lateral e encontrou Yuri Alberto. O camisa 9, que quase fez um golaço no primeiro tempo, tirou Fabrício Bruno com um toque, e mostrou frieza na frente de Hugo Souza para sacramentar a vitória corintiana.

Assim, o Timão pulverizou o tabu no Maracanã e garantiu tranquilidade para as três últimas rodadas do Brasileirão. A paz só reinará por completo no Parque São Jorge quando Vítor Pereira comunicar sua permanência ou não no clube.