ANÁLISE: Palmeiras mantém coletivo forte como sempre, mas sente falta do 'algo mais'


O Palmeiras decepcionou sua torcida no último sábado ao empatar em 0 a 0 com o São Bento, na primeira rodada da fase de grupos do Paulistão-2023. Mesmo com esse tropeço no Allianz Parque, a torcida pôde observar pontos positivos do time de Abel Ferreira, os mesmo que o acompanham nas últimas temporadas. A diferença é que faltou o algo mais para sair de campo com a vitória.

> Veja classificação e simulador do Paulistão-2023 clicando aqui

As principais mudanças de 2022 para 2023 foram as saídas de Gustavo Scarpa e Danilo, titulares absolutos e diferenciais da equipe que ganhou tanto nos últimos anos. A bola parada, as finalizações e as assistências do meia, que fizeram tanto no ano passado, já fizeram falta diante do São Bento. Enquanto os passes certos e verticais do volante se provaram ser essenciais.

Mas dá para notar tudo isso em uma só partida? Dá, justamente pelo nível alto que a estrutura do time atingiu sob o comando do treinador português. Esse Palmeiras sempre se destacou pelo jogo coletivo que potencializava as individualidades. Uma hora era Dudu, na outra era Veiga, depois era Scarpa... Cada um tinha seu momento e a engenharia funcionava assim para ter sucesso.

Dudu ainda está aí, Veiga também e Endrick agora está de vez no profissional e como titular. No entanto, seguiu faltando algo para que o time pudesse deixar o Allianz Parque com uma vitória. Não foi o jogo coletivo, isso sobrou. Trocas de posição, noção de posicionamento, jogadas trabalhadas, variações... Teve tudo isso, mas não teve gol, faltou o diferencial que as individualidades não deram.

> ATUAÇÕES: Dudu tentou, mas não conseguiu salvar um previsível Palmeiras

A permanência de um sistema coletivo consistente é a boa notícia, pois é o mais difícil que um time pode conquistar num início de temporada. A má notícia, porém, é a necessidade de potencializar mais individualidades ou contratar essas individualidades no mercado. Um substituto de Danilo, por exemplo, parece ser o mais urgente, uma vez que no elenco não nada parecido. A junção da qualidade da saída de bola, da intensidade e da marcação somente ele era capaz de entregar.

Endrick - Palmeiras x São Bento
Endrick - Palmeiras x São Bento

Endrick é uma das apostas de 2023 (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

No caso de Scarpa, é possível que outros nomes do grupo possam ocupar esse espaço, principalmente quando Veiga estiver de volta ao ritmo depois de se recuperar de lesão que o tirou da reta final da temporada passada. Endrick e Dudu, que são outros extraclasse, também podem assumir um protagonismo ainda maior ao longo de 2023 para suprir essa carência de Scarpa.

> Veja as principais transferências no Mercado da Bola do LANCE!

Como Dudu pediu em entrevista na zona mista do Allianz Parque, é preciso ter paciência. Uma torcida mal acostumada como a do Palmeiras, talvez vá ter uma certa dificuldade para aceitar que seu time perde e que seu time pode correr o risco de não ser campeão. Ajustes terão de ser feitos, mas vale lembrar que o mais difícil de ter está aí e o Verdão já tem há algumas temporadas.