ANÁLISE - Pérez ou Hulkenberg: qual é a melhor opção para a Red Bull?

Ronald Vording
·7 minuto de leitura

Formalmente, ainda há três pilotos na corrida pelo segundo assento da Red Bull para a temporada de 2021 da Fórmula 1, mas poucos acreditam nas chances de Alexander Albon. De acordo com o chefe da equipe, Christian Horner, o tailandês teve que "recuperar" seu assento durante os fins de semana de corrida em Portimão e Ímola.

Em ambas as provas, Albon fez muitas coisas, mas reivindicar seu assento não parecia ser uma delas. Horner tentará reconquistar a confiança do piloto para o GP da Turquia, mas ainda não se sabe se o resultado de Istambul terá algum efeito na escolha de 2021.

Nico Hulkenberg, Racing Point

Nico Hulkenberg, Racing Point<span class="copyright">Charles Coates / Motorsport Images</span>
Nico Hulkenberg, Racing PointCharles Coates / Motorsport Images

Charles Coates / Motorsport Images

Qual é a situação atual de Pérez e Hulkenberg para 2021?

Para a Red Bull, isso torna o quadro bastante claro. Ou, como resume Jos Verstappen: "Todos nós sabemos. Albon, Pérez ou Hulkenberg, um desses três será." Com o conhecimento atual, podemos provavelmente pensar que será um dos dois últimos.

Primeiro, vamos ver a disponibilidade de ambos os pilotos. Tanto Hulkenberg quanto Pérez estão sem assentos rumo a 2021. Para o alemão sorridente, a imagem é bem clara: a Red Bull parece ser sua única chance de voltar ao grid da F1. A maioria dos assentos está ocupada e, nas considerações da Haas, Hulkenberg não chama a mesma atenção em comparação com a ênfase colocada no dinheiro e nos pilotos juniores da Ferrari.

Pérez ainda mantém contato com a Haas, embora esse processo ainda não tenha resultado em nada de concreto. A Ferrari já anunciou que em 2021 haverá uma vaga para um piloto júnior deles na Fórmula 1.

Devido à confirmação da formação da Alfa Romeo, esse deve ser um assento Haas, e é um segredo aberto que essa posição estará nas mãos de Mick Schumacher. O ponto restante na formação de Gunther Steiner parece ser uma batalha entre os poderosos ricos. Pérez achou que tinha boas cartas, mas enfrenta oposição da família Mazepin.

Em parte por isso, Pérez também aposta na Red Bull. Claro, o carro da gigante das bebidas energéticas é muito mais competitivo que o da Haas. Foi justamente por isso que Horner expressou a expectativa de que os dois candidatos queiram aguardar uma decisão da Red Bull.

Pérez, no entanto, tentou colocar alguma pressão durante o último GP: "Penso que é importante para as equipes saberem o que está acontecendo, o que vai acontecer a partir de agora e também para os pilotos. Estou analisando todas as opções possíveis e sim, não posso esperar muito mais" respondeu ao Motorsport.com. Parece ser um jogo de Pérez, assim como foi com a Williams.

Sergio Perez, Racing Point

Sergio Perez, Racing Point<span class="copyright">Glenn Dunbar / Motorsport Images</span>
Sergio Perez, Racing PointGlenn Dunbar / Motorsport Images

Glenn Dunbar / Motorsport Images

Velocidade e estatísticas

Apesar das palavras de Pérez, a posição da Red Bull segue intacta: os dois pilotos estão disponíveis e ainda aguardam a decisão de Milton Keynes, tornando-se uma escolha aberta. Mas quem se encaixa no ideal da equipe?

As estatísticas são um pouco a favor de Pérez. Com um olho você pode dizer que isso não é tão louco, já que Hulkenberg detém o recorde de ser o piloto que mais disputou corridas na F1 sem subir ao pódio (179). Pérez, por outro lado, terminou no Top-3 oito vezes em 187 corridas. O número de pontos obtidos também é favorável a Pérez com 663 a 521.

Ainda mais interessantes são os anos em que o caminho dos dois pilotos se cruzou na Force India. Em 2014, Hulkenberg conseguiu ofuscar seu companheiro de time mexicano, mas em 2015 e 2016 os melhores resultados mudaram cada vez mais a favor de Pérez.

O que poderia ter mais peso para o lado de Pérez é que em 2020 ele se manteve ativo em tempo integral no mais alto nível. Hulkenberg não teve um assento de piloto titular este ano, o que em circunstâncias normais representaria um risco significativo para a Red Bull.

Mas não no ano do coronavírus. Afinal, Hulkenberg se mostrou um substituto pronto para entrar no carro e fazer bem o dever de casa. Embora ele nunca diga isso em voz alta, o coronavírus foi uma dádiva para Hulkenberg. Afinal, sem a pandemia, ele estaria fora de cogitação, provavelmente também para este assento da Red Bull.

Nico Hulkenberg, Racing Point celebrates in Parc Ferme with Max Verstappen, Red Bull Racing and Daniel Ricciardo, Renault F1

Nico Hulkenberg, Racing Point celebrates in Parc Ferme with Max Verstappen, Red Bull Racing and Daniel Ricciardo, Renault F1<span class="copyright">FIA Pool</span>
Nico Hulkenberg, Racing Point celebrates in Parc Ferme with Max Verstappen, Red Bull Racing and Daniel Ricciardo, Renault F1FIA Pool

FIA Pool

Quanto vale a opinião de Verstappen?

Apesar de ambos os candidatos terem desempenhos semelhantes, pode-se concluir que a comparação estatística é favorável a Pérez. Mas isso não é tudo o que importa aqui.

No jogo dos bastidores, Hulkenberg tem outro trunfo para compensar e vem de Verstappen. No final de outubro, Helmut Marko, consultor de esportes da Red Bull, disse: "Para nossa escolha de piloto, também perguntamos a Max sobre sua preferência, embora já saibamos."

Verstappen ainda não falou publicamente por Hulkenberg, mas a amizade dos dois pilotos diz muito. Jos Verstappen acrescentou que tem a mesma preferência do filho.

Dada a relação mútua, o desejo de Verstappen é lógico. Também por outro motivo, há algo a ser dito sobre isso. Afinal, Hulkenberg não torna as coisas difíceis tão rapidamente, nem mesmo se um membro da equipe acabar por ter a vantagem. Sem empurrar explicitamente alguém para o papel de segundo piloto, tal papel não parece intransponível para Hulkenberg.

Pérez é mais um galo nesse aspecto, você também tem que lembrar de suas colisões com Esteban Ocon como companheiros de equipe. A propósito, Pérez deixou claro na semana passada que não se resignou imediatamente ao segundo posto.

"Não acho que o segundo lugar seja dado na pista, então ficaria surpreso se houvesse uma equipe que, quando você chegasse, dissesse que você é o número dois. Isso me surpreenderia, mas não sei como as coisas funcionam na Red Bull."

A Red Bull irá com Verstappen?

Pérez quer lutar contra Verstappen. Isso é perfeitamente lógico, mas resta saber se a Red Bull também quer isso ou se está procurando outra coisa. Certamente, eles querem alguém que pode marcar mais pontos do que Albon, seja sólido como uma rocha e não muito difícil de lidar.

Nesse sentido, Hulkenberg parece se encaixar muito bem no quadro, embora seus resultados anteriores não ofereçam nenhuma garantia de sucesso e também nenhuma garantia de que ele se sairá consideravelmente melhor do que Gasly. No entanto, Pérez e Hulkenberg são experientes e seu feedback técnico pode ser de valor.

Exatamente como pode-se argumentar que os dois candidatos são próximos um do outro, uma grande questão final é se a Red Bull honrará a preferência de Verstappen ou ignorará o desejo de seu piloto alfa e tomar uma decisão diferente.

No início desta temporada, em uma entrevista coletiva, Verstappen disse brincando: "Acho estranho que as pessoas continuem falando sobre 'meu time', porque este não é meu time. Caso contrário, ele teria sido chamado de 'Max Verstappen Racing'." É claro que isso é verdade, embora o peso de Verstappen na Red Bull Racing não possa ser subestimado.

Ele é o porta-estandarte na pista e Marko também está muito interessado em mantê-lo a bordo. Verstappen é conhecido por ser o ás nas cartas da Red Bull. Certamente devido à saga do motor e às incertezas sobre o que está por vir, é importante para o projeto da Red Bull na F1 manter Verstappen ao seu lado.

Afinal, perder o holandês pode ser o golpe final até para Dieter Mateschitz. Escolher Hulkenberg pode ajudar a manter Verstappen como amigo.

Enquanto a maioria das estatísticas e velocidade podem argumentar a favor de Pérez, o fator Verstappen e o perfil de segundo piloto potencial jogam um pouco a favor de Hulkenberg. Agora cabe ao Dr. Marko decidir o que pesa mais.

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Hamilton despista sobre Rosberg, analisa Bottas e ‘esquece’ Alonso; assista e entenda

PODCAST: O calendário 'pós-pandemia' da F1 2021 é o mais correto? Ouça o debate

Your browser does not support the audio element.

.