Análise: Italo Ferreira estreia confirmando seu favoritismo na Olimpíada

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A estreia olímpica do surfe merecia condições melhores. A primeira imagem do esporte para muita gente que não está acostumada a acompanhar o circuito mundial não foi das mais bonitas. Um mar mexido, com ondas de no máximo meio metro, foi o que a praia de Tsurigasaki entregou para o primeiro dia de competições nos Jogos de Tóquio. Por outro lado, empolgação não faltou.

Se as condições não foram perfeitas e impressionantes, o cenário foi de muita ação. As ondas pequenas e quebrando próximas à beira tornaram a primeira bateria olímpica do surfe uma disputa animada, sem os longos períodos de espera que muitas vezes caracterizam - e desafiam a paciência até do fã mais apaixonado - as etapas do circuito mundial. Levar o surfe para uma grade televisiva e aproximá-lo das grandes audiências sempre foi o desafio maior para a popularização do esporte. Neste sentido, as ondas ruins mas que quebravam sem parar na praia japonesa podem até ter ajudado em um primeiro momento.

E neste tipo de cenário, vai ser difícil alguém parar Italo Ferreira. Leve, veloz e parecendo estar sempre uma rotação acima dos demais, o potiguar foi elétrico em sua vitoriosa estreia na primeira fase. Um competidor mais desatento podia pensar que era replay, mas não - era Italo surfando uma onda atrás da outra. E as ondas irregulares, bastante semelhantes ao que se vê no litoral nordestino, viraram um parque de diversões para o campeão mundial de 2019, sempre sedendo por mandar aéreos.

No começo, Italo parecia nervoso, mas depois a vitória na primeira bateria da história do surfe nas Olimpíadas veio ao natural sobre o japonês Hiroto Ohhara, que avançou com ele para a terceira fase. O italiano Leonardo Fioravanti e o argentino Leandro Usuna caíram para a repescagem.

Gabriel Medina estreia ainda nesta noite, assim como as brasileiras Silvana Lima e Tatiana Weston-Webb. Encerrada a primeira fase, a previsão é realizar ainda hoje a repescagem.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos