ANÁLISE: Coletivo do Vasco não vai bem e talentos individuais garantem primeira vitória no Carioca


Na "estreia" dos principais jogadores, o Vasco venceu a primeira no Campeonato Carioca. Ao contrário da vitória contra o Inter Miami, nos Estados Unidos, este resultado não foi ilusório. Isso por conta dos talentos individuais, que sobressaíram na noite desta quarta-feira.

+ ATUAÇÕES: Gabriel Pec marca golaço e brilha na vitória do Vasco

Foi o caso de Puma Rodríguez, Lucas Piton, Nenê, Gabriel Pec e Pedro Raul. O quinteto se destacou e foi determinante para a vitória protocolar sobre a Portuguesa.

Até o momento, Puma tem se mostrado a contratação mais valiosa do Vasco para 2023. O lateral-direito vai bem quando é acionado no ataque e, defensivamente, mostra que tem aprimorado e assimilado as ideias. Pelo lado esquerdo, Lucas Piton, que fez uma pré-temporada tímida, se soltou e foi um dos melhores em campo. Inclusive, foi o autor de uma bela jogada que originou o gol de Nenê.

Nenê jogou mais próximo do ataque ao invés de vir buscar o jogo. Apesar de marcar o primeiro gol do Vasco em 2023, o "vovô" mostrou na pré-temporada que estava em outra rotação. Já contra a Portuguesa, o camisa 10 rendeu estando mais próximo de Pedro Raul. O técnico Maurício Barbieri explicou que a ideia é exatamente essa, para poder extrair o melhor do camisa 10. Vale destacar que o atleta foi substituído logo no início do segundo tempo, saiu mancando e pode preocupar.

Gabriel Pec, cria do Vasco, foi o ponto alto da vitória. O principal defeito do atacante é a tomada de decisão. No entanto, Pec mostrou neste início de temporada que está assimilando as ideias, tem melhorado e pode render como nos tempos da categoria de base.

Portuguesa x Vasco
Portuguesa x Vasco

Gabriel Pec marcou um golaço na vitória do Vasco (Daniel RAMALHO/VASCO)

+ Confira a classificação do Campeonato Carioca

Pedro Raul segue ansioso para mostrar sua veia artilheira e marcar o primeiro gol com a camisa do Vasco. E quase balançou as redes. Depois de um primeiro tempo apagado, com apenas uma oportunidade, o camisa 9 teve uma noite de garçom. Inclusive, saiu dos pés dele a assistência para o golaço de Gabriel Pec. E por sinal, que bela assistência. Aos poucos, o centroavante também vai se soltando e mostrando as credenciais.

Se alguns jogadores se destacaram, o coletivo não foi brilhante. Muito pelo contrário, esteve longe disso. Porém, foi possível observar variações táticas propostas por Barbieri. Em um certo momento da partida, foi possível notar que o Vasco estava jogando com três zagueiros. Zé Gabriel recuou e passou a jogar por dentro entre Léo e Robson para qualificar a saída de bola.

Com isso, Lucas Piton desempenhou o papel de lateral construtor. Além disso, o restante do meio-campo ficou preenchido com Alex Teixeira e Matheus Barbosa. No ataque, Pedro Raul ficou ao lado de Vinícius. Pelas pontas, Puma Rodríguez e Figueiredo ficaram espetados. O entrosamento ainda é ligeiro, mas pode ser notado em campo com a assimilação de ideias.