Análise: Botafogo tem atuação digna de líder e sabe ser incisivo na goleada sobre o Vasco

·2 min de leitura


O "fruto de trabalho" do Botafogo ficou evidenciado em uma atuação sólida, digna de assumir a liderança da Série B. Neste domingo (7), a equipe soube chegar ao 4 a 0 sobre o Vasco em São Januário ao ser inteligente em todos os setores para garantir os três pontos no clássico válido pela trigésima-quarta rodada da competição.

>>>>> Veja a classificação na Série B

Nos minutos iniciais, os comandados de Enderson Moreira lutaram para conter o ímpeto ofensivo do Cruz-Maltino. Diego Loureiro foi providencial ao salvar conclusões de Germán Cano e Ricardo Graça. Contudo, o Alvinegro aliou a qualidade na marcação à eficiência nos ataques.

Em tarde inspirada, Oyama foi essencial para garantir a mobilidade da equipe. Seguro para fechar os espaços no meio, o volante foi preciso nos passes e abriu caminho para a goleada. Na sobra de um escanteio cruz-maltino, engatou contra-ataque pela esquerda e abriu espaço para a jogada na qual Warley encontrou Marco Antônio.

Em novo momento no qual o meio de campo se mostrou vulnerável, Oyama aproveitou um cochilo na marcação vascaína e fez Marco Antônio romper livre até a área. Com calma, o camisa 70 avançou, se livrou de Lucão e fez o terceiro.

Além do equilíbrio da sua defesa nos combates, o Botafogo contou com a visão de jogo de seus atletas para se sobressair. Lançado como titular na lateral esquerda, Carlinhos encontrou Diego Gonçalves livre nas costas de Léo Matos. O camisa 11 cruzou e Rafael Navarro, em meio aos zagueiros, completou para a rede.

A vantagem chegou a ser ampliada na etapa final com um gol de Diego Gonçalves após cobrança de escanteio. Porém, não seria surpresa se o Botafogo saísse de campo com um placar ainda mais dilatado.

Diante da apatia vascaína, Pedro Castro (que deu passe de cabeça para Diego Gonçalves fazer o quarto gol) teve duas chances de marcar. Houve outras chances desperdiçadas diante de Lucão.

Com Carli e Kanu fechando espaços na marcação, o técnico Enderson Moreira ainda se deu ao luxo de fazer um rodízio no setor ofensivo. O fato rendeu bons momentos em jogadas com Rafael e também com Rafael Moura.

O Botafogo chega à liderança, com um salto na classificação e um salto principalmente emocional. Nesta reta final, cabe à equipe manter a postura vigorosa que conseguiu em São Januário e lutar até o fim.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos