Análise: Botafogo 'dribla' ansiedade e comprova seu poder de decisão no 'jogo do acesso' contra o Operário

·2 min de leitura


O jogo do acesso do Botafogo tornou-se ainda mais simbólico para uma equipe que tanto se empenhou para se aprumar na Série B. Na vitória por 2 a 1 sobre o Operário-PR, na tarde da última segunda-feira (15), o Alvinegro driblou sua ansiedade, se adequou ao que o duelo no Nilton Santos exigiu e soube ser decisivo para sacramentar o retorno botafoguense à elite.

No início, os botafoguenses se atrapalhavam em erros e pecavam nas conclusões de jogadas, a equipe de Enderson Moreira se deparou com um forte desafio diante do Operário. O congestionamento imposto pelo Fantasma ainda sinalizada o desafio do Botafogo em ser criativo e consistente.

Após uma etapa inicial na qual suas poucas chances terminaram em finalizações de fora da área, o Alvinegro teve sua conclusão mais concreta nos últimos minutos. Navarro levou a melhor em jogada aérea e abriu caminho para Oyama, só que o meio-campista pegou mal na bola diante do gol aberto.

A ansiedade ficou ainda maior no retorno do intervalo. O Operário se lançou a contra-ataques e o meio botafoguense apresentou oscilações. Diego Loureiro trabalhou de sobra para evitar o gol (e quase foi "traído" pelo sol em um cruzamento) e ainda contou com o empenho da zaga. Porém, após um bate e rebate, Reniê abriu caminho para Fabiano marcar.

Mesmo entre altos, baixos e muita garra, os comandados de Enderson Moreira foram se encaixando e viram jogadores decisivos fazerem a diferença. Em rara chance para ser decisivo, Chay não titubeou: o camisa 14 cruzou para Pedro Castro, de cabeça, garantir o empate.

As entradas de Warley e Ronald deixaram o Botafogo em ritmo ainda mais aceso ofensivamente. Até um novo momento de redenção acontecer no Nilton Santos. Luís Oyama lançou Matheus Frizzo. O camisa 45 cruzou e Rafael Navarro, artilheiro da equipe na Série B, comprovou mais uma vez sua capacidade de ser decisivo.

A vitória sobre o Operário-PR comprova a maturidade de um Botafogo com capacidade de se adaptar ao que a Série B propõe e, especialmente, comprova que contar com jogadores como Oyama, Chay e Navarro é sempre relevante.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos