Análise: Botafogo deve valorizar ponto contra o Goiás, mas não pode normalizar atuação na Serrinha

·2 min de leitura


Dos males, o menor: o Botafogo passou longe de oferecer uma atuação de encher os olhos do torcedor, mas empatou em 1 a 1 com o Goiás na Serrinha última terça-feira em jogo válido pela 32ª rodada da Série B do Brasileirão e manteve a distância dentro do G4.

+ Carli afirma que jogo contra Goiás 'já começou errado' pela falta da torcida do Botafogo: 'Organização péssima'

Diante das circunstâncias - o Goiás é o 4º colocado e também um sério candidato para o acesso à elite - o ponto conquistado fora de casa deve ser valorizado. Enderson Moreira, porém, não pode normalizar o desempenho da equipe na Serrinha.

O Botafogo foi, durante boa parte do jogo, inofensivo para o Goiás, equipe que chegou ao campo de ataque para tentar balançar as redes na maioria das oportunidades. Em certo momento, o Alvinegro roubava a bola e, diante da dificuldade em produzir uma jogada, simplesmente ripava a pelota para frente, abdicando de qualquer forma de criação.

O ponto positivo diante deste contexto é o sistema defensivo. Se o Goiás teve a bola e mais iniciativa para jogar, foi mérito da defesa do Alvinegro permitir poucas chances reais de gol para o Esmeraldino. O Alviverde até ameaçou com perigo pelos lados do campo no primeiro tempo, mas teve dificuldade para se encontrar no setor durante a etapa complementar.

Mas é pouco. No ataque, a bola batia em Warley e Diego Gonçalves, os dois pontas do Alvinegro, e voltava para os pés de jogadores do Goiás. O time tentava algo pelo meio mas também era pouco efetivo - tanto que Rafael Navarro pouco ameaçou a defesa, já que não teve chance para tal.

A equipe até melhorou diante de alterações feitas na reta final do segundo tempo, mas já era tarde. O Botafogo acordou para o jogo nos acréscimos, alçando bolas aéreas diante de um conturbado sistema defensivo do Goiás para conter jogadas no alto. Não havia tempo.

No sentido de tabela, o Botafogo sai com a sensação de vitória: a diferença para o CRB, primeira equipe fora do G4, continua em 5 pontos. No que diz respeito ao desempenho, o sentimento é de derrota: o Alvinegro praticamente abdicou de jogar em certos momentos do jogo e continua com uma postura que vai da 'água para o vinho' fora de casa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos