Americana ganha os 400 m com barreiras e quebra recorde mundial nas Olimpíadas

·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Cinco anos após não conseguir vaga na final olímpica dos 400 m com barreiras como atleta mais jovem da delegação americana na Rio-2016, quando tinha 17 anos, Sydney McLaughlin conquistou o ouro e bateu o recorde mundial da prova nas Olimpíadas de Tóquio-2020.

A velocista passou a compatriota Delilah Muhammad nos metros finais e venceu com o tempo de 51s46 nesta terça-feira (3, horário de Brasília), já manhã de quarta (4) no Japão. A prova foi tão forte que a antes favorita Femke Bol, da Holanda, quebrou o recorde europeu ao ficar com o bronze (52s03).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos