Ameaças ainda abalam família de Willian, mas jogador deseja permanecer no Corinthians

·1 min de leitura
Willian tem 25 jogos disputados desde o retorno ao Corinthians (Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians)


Mesmo após duas semanas de uma série de ameaças à jogadores do Corinthians através das redes sociais, a família do meia Willian segue abalada com o episódio. Ainda assim, o jogador deseja ‘driblar’ a situação e permanecer no clube alvinegro.

> GALERIA - Veja todos os técnicos estrangeiros que passaram pelo Corinthians
> TABELA - Confira e simule os jogos do Timão pelo Campeonato Brasileiro

No último dia 7 de abril, dois dias após o Timão ser derrotado por 2 a 0 para o Always Ready, na Bolívia, na estreia da Copa Libertadores, torcedores uniformizados foram até a porta do CT Joaquim Grava em tom de protesto, e alguns membros chegaram a ter a entrada autorizada para conversar com jogadores, integrantes da comissão técnica e diretoria. Entre os atletas, os mais experientes foram os maiores alvos de reclamação.

No entanto, o problema maior foi com ações isoladas de alguns perfis de redes sociais ameaçando os jogadores e os seus familiares. No caso de Willian, a sua filha recebeu mensagens de ódios nas redes.

Inicialmente, os familiares do camisa 10 corintiano questionaram a sua permanência no futebol brasileiro, algo que foi informado inicialmente pela ‘ESPN’ e confirmado pelo LANCE!. Porém, conforme apurado pela reportagem, o desejo do jogador é virar a página e seguir no clube de coração, que também o revelou.

Ainda assim, alguns hábitos de Willian e a sua família foram modificados após o incidente, como o acompanhamento de seguranças e a redução na participação em alguns compromissos particulares externos a fim de evitar a exposição a violência.

Contratado em agosto do ano passado, o meia tem contrato com o Timão até dezembro de 2023.

A maioria dos criminosos que ameaçaram não só a filha de Willian, mas também outros atletas e familiares, como Cássio, Gil e Paulinho, além do presidente corintiano Duílio Monteiro Alves, foram identificados e convocados a depor à polícia, em São Paulo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos