Ambiente político atrapalha o Cruzeiro na busca por um novo treinador

Yahoo Esportes
Cruzeiro optou por solução caseira e Ricardo Drubscky assumiu a direção de futebol do clube (Divulgação Cruzeiro)
Cruzeiro optou por solução caseira e Ricardo Drubscky assumiu a direção de futebol do clube (Divulgação Cruzeiro)

Se na manhã desta terça-feira (17) o Cruzeiro que Ricardo Drubscky assumiu como novo diretor de futebol do clube, acumulando função com o comando das categorias de base, a direção ainda busca um novo treinador, para a vaga de Adilson Batista, demitido nesse domingo (15), junto de Ocimar Bolicenho, então diretor de futebol. Se Ederson Moreira desponta como favorito, a Raposa encontra alguns empecilhos na busca por um novo comandante. Além da questão financeira, o ambiente político do clube joga contra neste momento.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Não é segredo para ninguém que o Cruzeiro atravessa uma grave crise financeira. O orçamento caiu mais de R$ 200 milhões em comparação com o ano passado. Isso já limita a direção na busca pelos principais nomes disponíveis no mercado. Além disso, para tirar Enderson Moreira do Ceará, será necessário pagar uma multa, que a equipe cearense não abre mão, como revelou o Blog do Nicola.

Mas a parte financeira não é o único entrave neste momento. O conturbado ambiente político tem dificultado a conversa com profissionais do futebol, não apenas com treinadores, mas também com alguns nomes que poderiam assumir a direção de futebol. Por causa da renúncia de Wagner Pires de Sá, em dezembro de 2019, o clube terá duas eleições nesta temporada.

Em maio será escolhido o presidente que completará o mandato que era da gestão anterior e vai até dezembro. Em outubro será a vez de escolher quem comandará o clube no triênio 2021/2023. O fato de o Cruzeiro passar por duas eleições em poucos meses tira a possibilidade de oferecer qualquer projeto de longo prazo aos treinadores, já que nas próximas semanas o futebol pode estar sob responsabilidade de pessoas diferentes das atuais.

Até por isso, há quem defenda a antecipação da primeira eleição para antes do início do Campeonato Brasileiro da Série B. Pelo menos para dar uma tranquilidade na montagem da equipe que terá a missão de recolocar o Cruzeiro na elite do futebol nacional.

Veja mais sobre futebol mineiro no Blog de Victor Martins

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também