Ambicioso, São Paulo se reapresenta nesta quarta após dois dias de folga

Após tirar dois dias de folga, o São Paulo se reapresentará na tarde desta quarta-feira para retomar os trabalhos. A partir das 15 horas (de Brasília), no CCT da Barra Funda, o técnico Rogério Ceni iniciará os ajustes na equipe que terá a disputa do Campeonato Brasileiro e a sequência da Copa Sul-Americana como desafios no restante da temporada.

Serão 16 dias até o retorno do Tricolor a campo, em 11 de maio, diante do Defensa y Justicia-ARG, no Morumbi, pelo jogo de volta da primeira fase da competição continental – o duelo de ida, na Argentina, terminou empatado sem gols. A estreia no Brasileirão está marcada para o dia 14, contra o Cruzeiro, no Mineirão.

Nas duas competições que tinha a disputar neste primeiro semestre, o São Paulo acabou distante do título. No Campeonato Paulista, foi eliminado para o arquirrival Corinthians nas semifinais, ao passo que sucumbiu diante do Cruzeiro ainda na quarta fase da Copa do Brasil.

Disputou um total de 23 partidas oficiais, com 44 gols anotados e 30 sofridos em 78 dias marcados por oscilações da equipe, que se destacou ofensivamente, mas que se mostrou vulnerável na defesa. O balanço, contudo, é bastante positivo na avaliação do treinador são-paulino.

“Gosto muito do meu trabalho, do trabalho da comissão, da dedicação dos jogadores. Fomos com 23 jogadores para a Copa Flórida e hoje temos sete, oito opções a mais. Talvez esse elenco fique mais enxuto para o Brasileiro”, analisou Ceni, em entrevista coletiva, após o empate por 1 a 1 com o Corinthians, no último domingo.

Nesse período, o técnico não teve sequer uma semana livre de compromissos para treinar sua equipe. Agora, com tempo de sobra, espera aperfeiçoar o ataque e corrigir os erros defensivos para tornar o Tricolor ainda mais competitivo. Para isso, espera pelo menos dois reforços para compor o ainda questionado elenco.

Sem conquistar títulos desde 2012, o São Paulo ambiciona quebrar o jejum, o que automaticamente o levaria à próxima Copa Libertadores da América. “Agora vamos parar, repensar, traçar uma estratégia e seguir com ela no Brasileiro. A minha expectativa é fazer, sim, com que esse time chegue à Libertadores em 2018”, completou o ídolo tricolor.