América-MG apresenta o volante Juninho, ex-Fortaleza

VAlinor Conteúdo
·2 minuto de leitura


Após a boa vitória fora de casa sobre o Uberlândia por 2 a 1, o América-MG se reapresentou nesta sexta-feira, 2 de abril, com novidades no CT Lanna Drumond. O volante Juninho, que será chamado de Juninho Valoura no Coelho por já ter um Juninho, inclusive na mesma posição, foi apresentado na sala de imprensa Paulo Papini e concedeu sua primeira entrevista após o retorno ao Coelho. Já registrado no BID, o experiente atleta já está à disposição para reiniciar sua trajetória pelo Clube.

Antes do treinamento desta sexta, Juninho Valoura foi recepcionado por Euler Araújo, membro do Conselho de Administração, e recebeu as boas-vindas do dirigente americano.

Depois de atuar em 20 partidas pelo América na temporada 2013, Juninho Valoura retornou ao Clube com contrato definitivo até o fim de dezembro.
Juninho Valoura comentou sobre o retorno ao Coelho e demonstrou sua motivação em fazer uma grande temporada com o manto americano.

-Primeiramente, quero agradecer pela oportunidade de voltar para esta grande instituição. Tenho certeza de que será um ano abençoado. Para a torcida americana, quero dizer que me dedicarei ao máximo, com muito comprometimento e profissionalismo para honrar esta camisa tão bela do Coelho. Se Deus quiser, faremos uma temporada brilhante para que eu possa também fazer parte da história do Clube-declarou.

Juninho também falou sobre a passagem anterior e suas aspirações para a nova trajetória pelo Clube.

-Em 2013, foi um momento onde pude jogar pela primeira vez neste Clube de história belíssima. O profissionalismo e a dedicação nunca faltaram, mas no fim daquela passagem saí com um gostinho de que poderia ter feito mais. Hoje, depois de oito anos, tenho a chance de voltar a um América que está em ascensão, que conquistou grandes objetivos na última temporada. Então, é um Juninho mais experiente e muito mais preparado que retorna com a certeza de que juntos temos tudo para fazer um grande ano com a camisa do Coelho.
Durante a entrevista, o volante comentou também sobre um de seus principais atributos: a qualidade na bola parada.

-Eu sempre trabalhei bastante esses fundamentos, conseguindo ter sucesso nisso muitas vezes em minha carreira. Em 2019, tive a oportunidade de aprimorar ainda mais esse quesito. Hoje, com o futebol cada vez mais competitivo, essa bola parada bem trabalhada pode definir muitas partidas, seja diretamente com finalização para o gol ou em forma de assistência. Portanto, continuarei me dedicando ao máximo. Sei que o professor Lisca me dá liberdade para trabalhar nisso, então é continuar treinando que as coisas acontecerão naturalmente-completou.